BNDES aprova financiamento de R$ 1,4 bilhão à usina Porto do Pecém I

Termoelétrica é parceria entre MMX e Energias do Brasil e receberá complemento de US$ 327 milhões por parte do BID

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Segundo comunicado divulgado nesta quinta-feira (21), a diretoria do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) aprovou o pacote de financiamento da Termoelétrica de Porto do Pecém I, uma parceria entre a MPX e a Energias do Brasil.

O projeto da usina, localizada no Ceará, receberá cerca de R$ 1,4 bilhão por parte da instituição financeira, que estipulou prazo de 17 anos para que as empresas paguem a dívida. O empreendimento é uma parceria 50/50 entre as companhias.

Em complemento ao aporte do BNDES, a obra contará com um empréstimo de US$ 327 milhões por parte do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento), que já foi aprovado e está em fase final de contratação.

Injeção de recursos

Aprenda a investir na bolsa

De acordo com comunicado elaborado pela MPX, considerando o total financiado pelas duas instituições e o investimento necessário para implantar o projeto, a estrutura de capital/divida será de aproximadamente 25%/75%.

O projeto Pecém I faz parte do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) e prevê uma capacidade instalada de 720 MW. Cerca de 615 MW médios já foram comercializados no mercado regulado, garantindo uma receita fixa anual de R$ 467,5 milhões.

As obras de construção foram iniciadas em julho de 2008 e, segundo o cronograma, a operação comercial deverá começar antes de janeiro de 2012, data em que se inicia o compromisso de entrega de energia assumido no mercado regulado.