Em mercados / bitcoin

Facebook oferece recompensa de até US$ 10 mil para quem encontrar falhas na criptomoeda Libra

A proposta é que desenvolvedores recebam por vulnerabilidades de privacidade, segurança e operação na blockchain que conseguirem encontrar

Libra Facebook
(Shutterstock)

SÃO PAULO - O Facebook anunciou recompensas, que pode chegar a US$ 10 mil, para quem encontrar falhas e erros no projeto de sua criptomoeda, a Libra, que está prevista para ser lançada no primeiro semestre de 2020.

A proposta é que desenvolvedores recebam por vulnerabilidades de privacidade, segurança e operação na blockchain que conseguirem encontrar.

Serão quatro níveis de recompensas, que variam com a gravidade do problema encontrado: US$ 500 para as de gravidade baixa, US$ 1.500 para as médias, US$ 5.000 para as altas e US$ 10.000 para as críticas, que incluem bugs que permitam fraudar a validação de assinaturas digitais.

Chamado de "Bug Bounty" (recompensa por bug, em tradução livre), a ideia deste programa já constava no anúncio oficial da Libra. No entanto, o projeto era limitado a um grupo de 50 especialistas em segurança com experiência em blockchain.

Agora, o programa se expandiu e é uma iniciativa aberta a qualquer interessado. A expectativa da Libra Association - entidade por trás da moeda - é que a "Bug Bounty" atraia desenvolvedores e especialistas em segurança de todas as partes do mundo.

A cultura de oferecer recompensas para quem encontrar falhas de segurança ou problemas em sistemas não é algo raro com empresas americanas - a Apple fez isso recentemente com o iPhone.

Invista em bitcoins com segurança, facilidade e taxa ZERO: abra uma conta gratuita na XDEX

 

Contato