Em mercados / bitcoin

Criptomoeda Tether fica fora do ar por horas e gera dúvidas no mercado

O Tether é um token pareado com o dólar que, de forma centralizada, representa uma moeda totalmente digital e com valor estável.

Tether
(Shutterstock)

SÃO PAULO - A moeda Tether já é conhecida no mercado de criptoativos e vem passando por um crescimento exponencial nos últimos anos. O Tether (USDT) é um token pareado com o dólar que, de forma centralizada, representa uma moeda totalmente digital e com valor estável.

Quer investir em ações pagando só R$ 0,80 de corretagem? Clique aqui e abra sua conta na Clear

O USDT é construído em um protocolo chamado de Omni Protocol que fica em uma camada superior a do bitcoin, ou seja, utiliza a base do blockchain do Bitcoin porém com características diferentes que foram construídas em uma camada superior de código.

Nesta segunda-feira (17) a Omni Layer, camada no Omni Protocol em que o Tether roda, apresentou alguns problemas técnicos e ficou fora do ar por cerca de 8 horas. Segundo a empresa os problemas tiveram origem no Backend de uma ferramenta de análise. Durante todo o processo a empresa recomendou que os usuários aguardassem o sistema estar completamente restaurado para voltarem a transacionar utilizando Tether.

Durante o período em que as transações de Tether ficaram congeladas houve uma queda no preço das criptomoedas em geral, e surgiram rumores de que o Tether teria influenciado nessa queda. No entanto, os preços já haviam começado a cair horas antes do problema com o Tether ser anunciado e, por isso, não existe certeza sobre qualquer relação de causalidade.

Esse acontecimento demonstra os desafios de uma moeda centralizada como o Tether, onde há necessidade de confiança na organização por traz da Tether, a Tether Limited. Além disso, pode evidenciar um menor nível de confiabilidade em blockchains menos robustos como o Omni Protocol, do qual o USDT depende.

Algumas alternativas vem surgindo para competir com o Tether, uma delas é a Gemini Dollar, conforme noticiado recentemente pelo CryptoMoney.

Quer receber análises e recomendações de criptomoedas de um dos maiores especialistas do Brasil? Clique aqui e assine o CryptoInsights

 

Tudo sobre:  Bitcoin  

Contato