Em mercados / bitcoin

Donald Trump ordena bloqueio de operações com o "Bitcoin da Venezuela"

 A decisão ocorre por conta do lançamento da petro, a criptomoeda estatal do governo de Nicolás Maduro

trump

SÃO PAULO - O presidente Donald Trump assinou nesta segunda-feira (19) uma ordem bloqueando todas as operações realizadas nos Estados Unidos com dinheiro digital, moeda digital ou tokens da Venezuela desde o dia 9 de janeiro deste ano. A decisão ocorre por conta do lançamento do petro, a criptomoeda estatal do governo de Nicolás Maduro, lastreada no preço do petróleo.

A moeda digital tem sido usada pela Venezuela para conseguir arrecadar grandes quantias e driblar as sanções internacionais contra o país. Trump tenta pressionar Maduro e autorizou, inclusive, que o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, crie a regulação necessária para reforçar esta ordem de bloqueio.

Na semana psssada, Maduro afirmou que já havia sido arrecadado mais de US$ 5 bilhões em 186 mil compras certificadas do petro. Além disso, o instituto de pesquisa Brookings destacou em relatório que, até agora, boa parte do financiamento feito na pré-venda da criptomoeda veio de estrangeiros.

Quer investir em ações pagando só R$ 0,80 de corretagem? Clique aqui e abra sua conta na Clear

Maduro disse na última semana que o dinheiro arrecadado na pré-venda da criptomoeda será usado para "atender a todas as necessidades do país". Ele ressaltou que isto é parte de uma "solução econômica", seguindo o que muito se tem falado, de que o governo venezuelano está usando este dinheiro como alternativa para escapar das sanções internacionais que tem sofrido.

A Venezuela passa por uma grave crise, que tem deixado a população sem itens básicos de saúde, com uma inflação que passa de 13.000%. Maduro já declarou que o petro visa melhorar a "soberania monetária" do país, além de ajudá-lo a "fazer transações financeiras e superar o bloqueio financeiro".

 

Contato