Criptos hoje

Bitcoin sobe e encosta em US$ 44 mil, Cardano avança e Shiba Inu salta 16% com rumor de listagem na Robinhood

Mercado de criptoativos segue em recuperação após sinalizações do Fed e dado de inflação dos Estados Unidos

Por  Rodrigo Tolotti, CoinDesk -

O Bitcoin (BTC) segue em alta nesta quinta-feira (13), avançando mais de 2% e encostando na marca de US$ 44 mil, em seu maior nível em uma semana, depois de chegar a perder os US$ 40 mil nos últimos dias.

A recuperação dos preços começou na terça, após o presidente do Federal Reserve (Fed), Jerome Powell, afirmar que a autoridade monetária olha com atenção o aumento da inflação e que o Fed não irá medir esforços para combater a alta dos preços.

Quer aprender a investir em criptoativos de graça, de forma prática e inteligente? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir

Porém, o maior impulso no preço ocorreu na quarta, após o relatório do Departamento do Trabalho dos Estados Unidos mostrar que o Índice de Preços ao Consumidor (CPI), o principal dado de inflação do país, subiu para uma taxa anual de 7% em dezembro, a mais alta desde o início dos anos 80.

Apesar dos números fortes, havia um temor no mercado de que a inflação pudesse ser ainda maior, o que teria aumentado a pressão sobre o Fed para que ele agisse de forma mais agressiva na economia. O dado, combinado com a fala de Powell, ajudou a aliviar parte da tensão do mercado que está acumulada desde o ano passado com a expectativa de que o Fed reduza a compra de ativos e eleve juros em 2022.

“A reação do mercado a esses novos dados pode ser um pouco confusa, pois vemos os mercados de criptomoedas dando uma volta da vitória”, escreveu Mati Greenspan, fundador da empresa de análise de criptomoedas e câmbio Quantum Economics, em relatório. “Desta vez, porém, os investidores parecem muito mais relaxados em relação ao Fed”.

A recuperação do Bitcoin também puxou as altcoins, que mostram forte recuperação desde ontem. Entre os destaques, a Cardano (ADA) tem forte alta após a corretora Coinbase reiniciar os saques da criptomoeda depois de problemas enfrentados na semana passada que levaram os preços a uma queda acentuada até US$ 1,11.

Outra cripto que chama atenção é a Shiba inu (SHIB), que chegou a disparar 16% em meio a rumores de uma listagem na plataforma Robinhood. Os preços do ativo chegaram a atingir US$ 0,00003 durante a madrugada, antes de uma correção nas horas seguintes. A empresa ainda não confirmou a listagem.

Confira o desempenho das principais criptomoedas às 7h:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CriptomoedaPreçoVariação nas últimas 24 horas
Bitcoin (BTC)US$ 43.799,17+2,49%
Ethereum (ETH)US$ 3.358,57+3,32%
Binance Coin (BNB)US$ 484,96+4,23%
Solana (SOL)US$ 151,61+6,92%
Cardano (ADA)US$ 1,30+4,96%

As criptomoedas com as maiores altas nas últimas 24 horas:

CriptomoedaPreçoVariação nas últimas 24 horas
Harmony (ONE)US$ 0,3583+13,84%
Shiba Inu (SHIB)US$ 0,00003218+12,90%
Dogecoin (DOGE)US$ 0,1734+12,56%
Oasis Network (ROSE)US$ 0,5111+12,54%
Velas (VLX)US$ 0,3787+10,29%

As criptomoedas com as maiores baixas nas últimas 24 horas:

CriptomoedaPreçoVariação nas últimas 24 horas
Algorand (ALGO)US$ 1,45-2,20%
Waves (WAVES)US$ 14,61-1,58%
Ravencoin (RVN)US$ 0,1015-0,73%
Internet Computer (ICP)US$ 33,97-0,70%
IOTA (MIOTA)US$ 1,17-0,24%

Confira como fecharam os ETFs de criptomoedas no último pregão:

ETFPreçoVariação
Hashdex NCI (HASH11)R$ 45,60+2,37%
Hashdex BTCN (BITH11)R$ 58,10+1,71%
Hashdex Ethereum (ETHE11)R$ 56,15+3,59%
QR Bitcoin (QBTC11)R$ 15,45+1,98%
QR Ether (QETH11)R$ 13,70+3,78%

Veja as principais notícias do mercado cripto desta quinta-feira (13):

BSN deve lançar plataforma de apoio a NFTs

A Blockchain Services Network (BSN), apoiada pela China, lançará ainda este mês uma infraestrutura para apoiar NFTs que não têm vínculo com criptomoedas, que são proibidas no país, informou o South China Morning Post nesta quinta-feira.

He Yifan, executivo-chefe da Red Date Technology, que fornece suporte técnico à BSN, disse à publicação que os tokens não fungíveis “não têm problema legal na China”, desde que não tenham nada a ver com criptomoedas.

A infraestrutura da BSN fornece interfaces de programação de aplicativos para empresas e indivíduos, permitindo que eles construam seus próprios sites ou aplicativos para gerenciar NFTs. Apenas o yuan chinês pode ser usado para compras e taxas de serviço.

Visa se une a ConsenSys para ligar CBDCs e mercado tradicional

A gigante de pagamentos Visa se uniu à ConsenSys, empresa criadora da popular carteira de criptomoedas MetaMask, para ajudar as redes das moedas digitais de bancos centrais (CBDCs) a terem uma ponte com as instituições financeiras tradicionais.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Os clientes poderão usar seu cartão Visa vinculado à CBDC ou carteira digital em qualquer lugar que a Visa seja aceita globalmente, disse Catherine Gu, chefe da área de CBDC da Visa.

“Se for bem-sucedida, as CBDCs poderão expandir o acesso a serviços financeiros e tornar os desembolsos governamentais mais eficientes, direcionados e seguros – essa é uma proposta atraente para os formuladores de políticas”, disse Gu.

Paquistão quer banir criptomoedas

O governo do Paquistão, junto com o banco central do país, quer proibir o uso de criptomoedas, segundo informações de jornais locais citando um documento apresentado a um tribunal provincial.

O documento foi compilado por um comitê liderado por Sima Kamil, vice-governador do Banco do Estado do Paquistão (SBP). Outros membros incluíam representantes do Ministério das Finanças, da Comissão de Valores Mobiliários do Paquistão (SECP) e da Agência Federal de Investigação do Paquistão (FIA).

Esta é a primeira vez que o banco central apresenta uma posição clara sobre o tema, sendo que em 2018, a SBP emitiu uma circular proibindo os bancos de negociar com exchanges de criptomoedas.

“Isso indica que, diferentemente do passado, este é um movimento de política que tem maior consenso e coordenação”, disse Ali Farid Khwaja, sócio da Oxford Frontier Capital e presidente da KTrade KASB Securities, uma corretora de ações do país. “O relatório liderado pela SBP foi acompanhado de uma repressão coordenada à rede P2P e operadores de criptomoedas ilegais pela FIA e também por cartas de advertência emitidas pela SECP”.

Quer aprender a investir em criptoativos de graça, de forma prática e inteligente? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir

Compartilhe