Resposta

Binance e outras empresas cripto aceleram contratações em resposta a cortes de empregos no setor

Por outro lado, Coinbase, BlockFi e Crypto.com estão entre as empresas de criptomoedas que anunciaram demissões esta semana

Por  CoinDesk -

As exchanges de criptomoedas Binance e Kraken, juntamente com a sidechain de segunda camada Polygon, estão entre as três empresas que buscam contratar funcionários em meio à queda dos mercados de criptomoedas.

Um porta-voz da Binance disse ao CoinDesk que tem mais de 2 mil vagas abertas, com seu quadro de empregos mostrando funções na Europa, Ásia, América do Sul, África e Oriente Médio. “Continuaremos a aumentar nossa equipe conforme planejado e vemos este momento como uma oportunidade de obter acesso a alguns dos melhores talentos do setor”, disse o CEO Changpeng Zhao em um comentário compartilhado com o CoinDesk.

Ele continuou: “Nossa estratégia de negócios foi posicionar a Binance para um crescimento sustentado na próxima década por meio de várias quedas de mercado ou mesmo um mercado em declínio prolongado de vários anos. Acreditamos que mercados mais frios oferecem a melhor oportunidade para as organizações investirem ou adquirirem grandes projetos a um preço mais favorável. Teremos um pipeline muito ativo nos próximos meses”.

Zhao também postou um tuite insolente, sugerindo que sua empresa está em uma posição forte hoje porque passou recentemente a gastar grandes somas em engajamento.

A exchange rival Kraken também divulgou sua intenção de aumentar o número de funcionários com o anúncio de que contratará mais de 500 funcionários. Enquanto isso, a Polygon fez uma contratação notável hoje, recrutando a ex-profissional de marketing da Meta e da Microsoft Jennifer Kattula como vice-presidente sênior de marketing.

Na segunda-feira, a Crypto.com anunciou cortes de empregos de quase 5% de sua força de trabalho, e a BlockFi disse que planeja demitir cerca de 20% de sua equipe.

Na terça-feira, a gigante Coinbase abalou o cenário, anunciando o corte de 1.100 funcionários, ou 18% de seu número global de funcionários.

Até onde as criptomoedas vão chegar? Qual a melhor forma de comprá-las? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir e receber a newsletter de criptoativos do InfoMoney

Compartilhe