Sem pedir desculpas

Biden diz que “indignação moral” está por trás do comentário sobre Putin, não mudança de política

“Eu não estava nem estou articulando uma mudança de política na época. Eu estava expressando indignação moral que senti e não peço desculpas”

Por  Reuters -

WASHINGTON (Reuters) – O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, disse nesta segunda-feira que seu comentário em Varsóvia de que o presidente russo, Vladimir Putin, deveria ser removido do poder reflete sua própria indignação moral, não uma mudança na política do governo norte-americano.

“Eu não estava nem estou articulando uma mudança de política na época. Eu estava expressando indignação moral que senti e não peço desculpas”, disse ele, observando que havia acabado de visitar famílias deslocadas pela invasão russa da Ucrânia.

Biden acrescentou que “não estava recuando em nada” ao esclarecer a observação. Questionado se a observação provocaria uma resposta negativa de Putin, Biden disse: “Não me importo com o que ele pensa… Ele vai fazer o que vai fazer”.

Oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje. Assista aqui.

Compartilhe