Economia

BC está otimista com o crescimento e vigilante com a disseminação da inflação, diz Campos Neto

"Acho que a grande dúvida é o segundo semestre, o quanto de recuperação de serviços já veio, quanto vai vir", disse Campos Neto

(Raphael Ribeiro/BCB)

BRASÍLIA (Reuters) – O Banco Central está otimista com a reação da economia e vigilante com a inflação, disse nesta segunda-feira o presidente da autarquia, Roberto Campos Neto.

Em sua intervenção inicial em painel no Fórum de Investimentos Brasil 2021, organizado pelo governo, Campos Neto destacou que os indicadores antecedentes mostram que a economia brasileira teve uma melhora no primeiro trimestre e que o segundo trimestre está “um pouquinho melhor”.

“Acho que a grande dúvida é o segundo semestre, o quanto de recuperação de serviços já veio, quanto vai vir”, disse Campos Neto. “Mas a gente acha que, olhando o tema da vacinação, vai nos proporcionar uma abertura, uma possibilidade de abertura maior no segundo semestre.”

Ele acrescentou que a economia parece estar reagindo melhor à segunda onda da pandemia, mesmo com os índices de hospitalizações e óbitos mais severos do que o visto na primeira onda, no ano passado.

“De uma forma geral estamos otimistas aí com o crescimento da economia, com a forma como a economia está reagindo. Estamos otimistas também com a possibilidade de reabertura no segundo semestre.”

O presidente do BC disse, ainda, que ao promover uma alta de juros acima do esperado pelo mercado, a intenção foi conter a disseminação da inflação.

“O Banco Central está olhando vigilante a inflação, olhando a disseminação”, afirmou.

Sócia da XP Investimentos oferece curso gratuito de como alcançar a liberdade financeira. Clique aqui para se inscrever.