Derivativos

B3 anuncia mudança no vencimento de opções e permite bloqueio do exercício

Em vez de vencerem na terceira segunda-feira do mês, os derivativos com vencimento a partir de maio de 2021 vencerão na terceira sexta

ações bolsa gráfico índice mercado opções compra venda sell buy
(Shutterstock)
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A B3 anunciou mudanças na data de exercício e no prazo para exercer todas as opções com vencimento a partir de maio de 2021. É importante lembrar que as novas regras não valem para os derivativos que vencem antes de maio de 2021.

Hoje, a data de vencimento de uma opção é a terceira segunda-feira de cada mês. Para os contratos para maio de 2021 em diante a data limite de negociação passará a ser a terceira sexta-feira do mês de vencimento.

Outra alteração é que o último dia de negociação das opções não será mais o pregão anterior ao vencimento, e sim, a própria data em que os derivativos vencem. O horário de encerramento, neste caso, será uma hora antes do pregão regular para contratos de opção de compra e de venda sobre ações, units e Fundos Negociados em Bolsa (ETFs, na sigla em inglês).

Aprenda a investir na bolsa

No caso das opções de estilo americano, a B3 afirma que poderão ser exercidas a qualquer momento da sua aquisição até a data de vencimento a não ser que sejam adquiridas no próprio dia em que vencem. Neste último caso, o exercício poderá ocorrer de maneira automática.

Já os donos de opções de estilo europeu só poderão exercê-las de forma manual na data do vencimento.

A última mudança relevante é o contrary exercise, que permite ao titular de uma opção solicitar o bloqueio do exercício automático para os derivativos dentro do dinheiro ou o exercício de forma automática para os contratos fora do dinheiro.

Essas novas regras estão valendo desde o dia 16.

O que são opções?

A opção é um derivativo negociado na Bolsa de Valores. E como qualquer derivativo, seu preço “deriva” da oscilação do ativo ao qual ela se lastreia – no caso de uma opção de ação, o contrato varia de acordo com as oscilações desta ação na Bovespa.

Existem dois tipos de opções: de compra (call) e de venda (put). Quando um investidor compra uma “call”, ele está adquirindo o direito de comprar uma determinada ação a um preço já estabelecido (que é preço de exercício, ou “strike”) até um dia de vencimento já firmado. Para o investidor que compra uma “put”, ele está adquirindo o direito de vender uma ação até um dia determinado a um valor já estabelecido.

PUBLICIDADE

Ou seja: se você vendeu uma opção de compra e essa opção for exercida, você terá que vender essa ação ao detentor da opção pelo preço estabelecido; se você vendeu uma opção de venda e ela for exercida, você terá que comprar esta ação ao preço estabelecido.

Quer investir em opções com custo ZERO? abra uma conta na Clear e tenha acesso também ao módulo de Estratégia de Opções para operações estruturadas