AO VIVO COO do Mercado Livre fala sobre o impacto do coronavírus no no e-commerce; assista pelo seu celular no perfil do InfoMoney no Instagram

COO do Mercado Livre fala sobre o impacto do coronavírus no no e-commerce; assista pelo seu celular no perfil do InfoMoney no Instagram

Arrecadação

Autuações do fisco em 2018 caem 9,2% e somam R$ 186,935 bi, diz Receita

A receita atribuiu a queda nas multas à redução no número de auditorias, que passou de 391 mil para 345 mil

As autuações da Receita Federal somaram R$ 186,935 bilhões em 2018, de acordo com balanço divulgado nesta segunda-feira, 6. O montante é 9,2% inferior ao registrado em 2017, quando somou R$ 205,954 bilhões.

Houve queda de 34,4% no valor das cobranças de pessoas físicas, que alcançou R$ 7,603 bilhões. Também caiu 7,7% o total aplicado contra pessoas jurídicas, que chegou a R$ 179,332 bilhões.

A receita atribuiu a queda nas multas à redução no número de auditorias, que passou de 391 mil para 345 mil.

PUBLICIDADE

“A Receita vem tendo queda no número de auditores fiscais, que implica em redução de auditorias”, afirmou o subsecretário de Fiscalização da Receita Federal, Iágaro Martins.

Além disso, houve paralisação de auditores fiscais em 2016, o que “empurrou” parte das fiscalizações para 2017, ampliando o número de processos.

Em relação aos setores, houve recuo de 36,3% nas multas aplicadas no comércio (R$ 13 bilhões) e 22,1% na indústria (R$ 84,2 bilhões). Já em empresas do setor de serviços, subiu 56,3% (R$ 33 bilhões), construção civil 97,4% (R$ 9,3 bilhões) e serviços financeiros 5,4% (R$ 16 bilhões).

Houve um valor recorde de lançamentos tributários no grupo de grandes contribuintes, com autuações que somaram R$ 27,52 bilhões. Esse grupo tem acompanhamento especial por parte da Receita.