AO VIVO Melhores da Bolsa 2020: CEO da Tenda fala sobre a incorporadora e o futuro do mercado imobiliário no pós-pandemia

Melhores da Bolsa 2020: CEO da Tenda fala sobre a incorporadora e o futuro do mercado imobiliário no pós-pandemia

Ativa recebe bem união entre Sadia e Perdigão, mas prevê pressão sobre os papéis

Falta de detalhes sobre a oferta de ações de R$ 4 bilhões preocupa; processo de troca de ações deve ocorrer em 40 dias

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Pela manhã, Perdigão (PRGA3) e Sadia (SDIA4) anunciaram a assinatura do acordo de associação entre ambas as companhias, dando origem à maior empresa de alimentos do Brasil, a ser chamada de BRF (Brasil Foods).

Concordando com grande parte do mercado, a equipe da Ativa Corretora classificou o acordo como positivo, especialmente para a Sadia.

Entretanto, na opinião dos analistas, a oferta de ações de R$ 4 bilhões não teve seus detalhes suficientemente esclarecidos, o que deve trazer pressão às ações de ambas as empresas no curto prazo.

Queda da ON e alta da PN

Aprenda a investir na bolsa

Levando em conta as relações de troca anunciadas e comparando-as com as cotações de fechamento das ações de Sadia e Perdigão na última segunda-feira, os analistas estimaram que as ações ordinárias da Sadia deveriam sofrer queda relativa às ações da Perdigão de cerca de 14%, enquanto as ações preferenciais desta deveriam apresentar valorização relativa de cerca de 6% sobre PRGA3.

Já com relação a prazos, o processo de troca de ações deverá ocorrer em cerca de 40 dias e a OPA (Oferta Pública de Ações) deverá sair após este período, estimada para ser concluída até o final de julho.

A incorporação das demais ações da Sadia deverá acontecer após a OPA, segundo sinalizado pela empresa durante o conference call.

>>> Notícias Relacionadas

  • Brasil Foods: acionista será beneficiado no médio prazo, afirma analista
  • Após anúncio de fusão, S&P decide revisar os ratings de Sadia e Perdigão
  • Com anúncio de fusão, ações da Perdigão e Sadia fecham em forte queda
  • Sadia e Perdigão detalham fusão entre as empresas
  • Brasil Foods nasce com ambição de virar protagonista fora do Brasil
  • BRF nasce como décima maior empresa de alimentos da América
  • Perdigão e Sadia informam detalhes da incorporação de ações pela Brasil Foods