Política monetária

Ata do Fomc: mercado vai ter bastante aviso antes de corte nos estímulos monetários

No entanto, os membros do Fed também avaliam que os desafios para a economia crescerão nos próximos meses por conta da proliferação do coronavírus

SÃO PAULO – O Federal Reserve – banco central dos Estados Unidos – divulgou nesta quarta-feira (6) a ata da última reunião do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês), na qual a taxa de juros do país foi mantida na banda entre 0% e 0,25% ao ano.

De acordo com o documento, há bastante apoio dentro da autoridade monetária para manter o programa de estímulos via compra de títulos que o banco central dos EUA tem realizado. O mercado, segundo a ata, vai ter muitos avisos antes do programa ser reduzido.

Atualmente, o Fed tem comprado pelo menos US$ 120 bilhões em títulos do Tesouro e ativos lastreados em hipotecas por mês.

A percepção da maioria daqueles que participaram da reunião é de que as compras de ativos estão entregando um “muito relevante” relaxamento monetário. Alguns, todavia, defenderam que o Fed, no futuro, poderia aumentar a quantidade e a duração do programa se for considerado apropriado para atingir os objetivos da autoridade monetária.

Os membros do Fed acreditam que as notícias positivas acerca do desenvolvimento de vacinas fortalecem a perspectiva de médio prazo para o consumo das famílias.

No entanto, os membros do Fed também avaliam que os desafios para a economia crescerão nos próximos meses por conta da proliferação do coronavírus, que deve levar a mais medidas de distanciamento social, e menores gastos em serviços que requerem contato presencial.

Para eles, as condições do mercado de trabalho melhoraram, mas ainda estão muito distantes da meta de pleno emprego.

Quer migrar para uma das profissões mais bem remuneradas do país e ter a chance de trabalhar na rede da XP Inc.? Clique aqui e assista à série gratuita Carreira no Mercado Financeiro!