Apreensivos com economia, mercados rumam para nova sessão de perdas

Analistas apontam para dificuldades de superação da barreira virtual dos 52 mil pontos pelo Ibovespa

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Em meio ao reforço das incertezas sobre o panorama econômico internacional, os mercados apontam para nova sessão no campo negativo, trazendo dificuldades para a abertura doméstica nesta quinta-feira (21).

Após a revisão do rating japonês pela Moody’s, foi a vez da agência S&P rebaixar a perspectiva para a nota atribuída à dívida do Reino Unido, alavancando temores relacionados à capacidade dos países em manterem os estímulos à economia e sua saúde fiscal.

Em sessão marcada por poucos destaques corporativos, ganha destaque o comentário de Alan Greenspan, ex-presidente do Federal Reserve, sobre a necessidade adicional de capital dos bancos no país. Também ressalta-se a divulgação de indicador sobre a atividade econômica nos EUA.

Aprenda a investir na bolsa

Para analistas do banco BNP Paribas, “é pouco provável que os mercados de ações e moedas associadas a commodities entrem numa espiral intensa de baixa enquanto os bancos centrais das economias centrais mantiverem suas comportas de liquidez escancaradas”.

Noticiário corporativo

Em meio às apreensões sobre o setor financeiro, surge a notícia de que o Bank of America pretende devolver US$ 45 bilhões ao governo dos EUA até o final deste ano, embora a empresa ainda busque recursos no mercado para satisfazer suas necessidades de capital apontadas pelo teste de estresse.

Também tem destaque neste dia a proximidade da conclusão de acordos para venda de ativos da General Motors, como Saturn e Opel. Ao mesmo tempo, analistas avaliam o nome anunciado pela Chrysler para dirigir a companhia como CEO (Chief Executive Officer) após a concordata – Robert Kidder.

Entre os resultados divulgados neste dia, tem maior relevância o desempenho trimestral da Lenovo, que reportou prejuízo de US$ 264 milhões no último trimestre fiscal, além das perdas de &pound 3,88 bilhões divulgadas pela British Land.

Perspectivas

Os mercados futuros em Wall Street operam em queda nesta sessão, antes da divulgação de compêndio dos principais indicadores econômicos dos EUA e de dados sobre a atividade na região da Filadélfia. Também na Europa, as principais bolsas operam no campo negativo, trazendo tom negativo para a abertura doméstica.

No último pregão, o Ibovespa registrou queda de 0,20%, apontando para 51.245 pontos. Para Hamilton Moreira Alves, da BB Investimentos, “o Ibovespa, apesar dos favoráveis giros diários, está encontrando dificuldades para ultrapassar a casa dos 52 mil pontos”.

PUBLICIDADE