Comentário diário

Após turbulência da véspera com “Placar da Previdência” e de olho em Trump, Ibovespa registra leve baixa

No cenário internacional, todos os olhos se voltam para a reunião entre Trump e Xi Jinping

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Após a forte queda de 1,51% da véspera com o mercado tomando um verdadeiro susto com o “Placar da Previdência”, divulgado pelo Estadão durante a tarde e que mostrou grandes desafios para a aprovação da reforma da previdência, o Ibovespa abriu em leve baixa, mas intensificou a desvalorização após a abertura em Wall Street, enquanto o dólar registra uma sessão de volatilidade, entre leves ganhos e perdas. Às 10h40 (horário de Brasília), o benchmark da Bolsa tinha queda de 0,50%, a 64.449 pontos, enquanto o dólar futuro com vencimento em maio tinha leve alta de 0,08%, a R$ 3,140. 

Ontem, o mercado tomou um susto com o “Placar da Previdência” divulgado pelo jornal O Estado de S. Paulo, que mostrou que, hoje, apenas 96 deputados estariam dispostos a votar a favor da reforma e cerca de 250 estariam contra. De acordo com a LCA Consultores, a notícia não é um atestado de óbito para a reforma da Previdência, com a consultoria fazendo um paralelo com a PEC do teto de gastos, que antes tinha baixa adesão, mas que depois foi aprovada. Por outro lado, a aprovação da reforma da Previdência é mais difícil e pode exigir gestos mais ousados do governo. Para aprovar a reforma, o governo precisa de 308 votos favoráveis, de um total de 513 deputados. Confira mais clicando aqui. 

Em entrevista para a BandNews na manhã desta quinta-feira, o presidente Michel Temer afirmou que falou com o relator da reforma da Previdência, deputado Arthur Maia (PPS-BA) e que o governo irá flexibilizar as regras da reforma: “vamos flexibilizar a reforma da Previdência”. Ele afirmou que o governo está trabalhando intensamente para a aprovação da reforma e que autorizou acordos para a reforma, mantendo a idade mínima. 

Além disso, na véspera, temendo uma possível derrota, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), decidiu adiar para esta quinta de manhã o texto-base do projeto que cria o Regime de Recuperação Fiscal (RRF) para Estados em calamidade financeira. para tentar aprovar a proposta, o governo e o relator do projeto na Câmara, deputado Pedro Paulo (PMDB-RJ), fizeram uma série de concessões no texto. Com aval da equipe econômica, o relator amenizou algumas contrapartidas exigidas dos Estados para que possam aderir ao regime. Em outra frente, a União prometeu regulamentar na próxima semana a renegociação de dívidas de diversos Estados com o BNDES, com previsão de carência de quatro anos.

Cenário internacional

Em destaque no cenário internacional, está o encontro entre o presidente dos EUA Donald Trump e o presidente da China Xi Jinping, ainda sem horário marcado. A reunião ganha ainda mais força após informações de que o republicano pretende discutir questões delicadas, como a Coreia do Norte e comércio global, mas não irá resolvê-las.  

O encontro ocorrerá em Palm Beach, na Flórida, e tem sido o centro das atenções dos investidores desde o início da semana. Para Jason Vieira, economista-chefe da Infinity Asset, a reunião representa o “resumo da política externa americana”, já que a China é o principal parceiro comercial dos EUA. “O que sair dali será a indicação do futuro da economia norte-americana”, afirma, ressaltando a importância do que pode sair deste evento. Veja mais clicando aqui. 

Além disso, atenção para o BCE (Banco Central Europeu).  O presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, disse nesta quinta-feira que é muito cedo ainda para a instituição começar a reduzir sua agressiva política de estímulos monetários, apesar de sinais de recuperação na zona do euro, e rejeitou sugestões de que o BCE poderá voltar a elevar juros em breve.

Destaques da Bolsa

PUBLICIDADE

As ações da Vale abriram em alta após a forte baixa da véspera, mas logo viraram para queda, em meio à baixa do minério. Entre os destaques de queda, estão os papéis da Cielo, que caem cerca de 2% após terem a recomendação rebaixada de neutra para underperform pelo Santander, enquanto o Bradesco cai mais de 1% após o portal Poder 360 afirmar que a Lava Jato abriu inquérito para investigar possível fraude no banco (veja mais clicando aqui). 

As maiores baixas dentre as ações que compõem o Ibovespa são:

C?d.AtivoCot R$% Dia% AnoVol1
 SBSP3 SABESP ON33,45-2,02+16,197,06M
 USIM5 USIMINAS PNA4,04-1,70-1,4613,38M
 CIEL3 CIELO ON28,77-1,51+4,2021,99M
 ELET3 ELETROBRAS ON16,28-1,33-28,631,85M
 RAIL3 RUMO S.A. ON8,61-1,26+40,233,53M

As maiores altas dentre as ações que compõem o Ibovespa são:

C?d.AtivoCot R$% Dia% AnoVol1
 CSAN3 COSAN ON38,49+1,32+0,89979,00K
 MRVE3 MRV ON14,49+0,77+35,692,80M
 KROT3 KROTON ON ED13,39+0,68+1,043,54M
 ABEV3 AMBEV S/A ON18,00+0,67+10,2012,09M
 BRKM5 BRASKEM PNA32,75+0,52-4,386,44M
* – Lote de mil a??es
1 – Em reais (K – Mil | M – Milh?o | B – Bilh?o)