Política monetária

Após tom mais agressivo do Federal Reserve, mercado já aposta em 5 altas de juros nos EUA em 2022

Banco central americano sinalizou ontem que o primeiro acréscimo nos juros pode vir em março para estancar a inflação

Por  Bloomberg -

(Bloomberg) – Os investidores globais estão intensificando apostas no aumento dos custos de captação. Os mercados de curto prazo agora projetam cinco elevações da taxa básica de juros nos EUA e mais quatro no Reino Unido.

Essas apostas infiltraram outros mercados. Títulos de curto prazo e ações caíram e o dólar disparou. A reação veio após o presidente do Federal Reserve, o banco central americano, demonstrar um tom mais agressivo após a reunião desta semana e sinalizar que o primeiro acréscimo nos juros pode vir em março para estancar a inflação.

Os mercados de curto prazo precificaram aperto de 0,30 ponto percentual pelo Fed em março, mostrando que alguns investidores veem chance de um aumento maior do que o convencional, de 0,25 ponto. Até o final do ano, os contratos embutem expectativa de cinco elevações no juro básico – dos atuais 0,25% para 1,5%.

“Isso sinaliza que as pessoas começaram a levar a sério a possibilidade de elevação de 0,50 ponto”, disse Rishi Mishra, analista da Futures First.

O tom do comandante do Fed, Jerome Powell, durante a entrevista coletiva não deixou dúvidas de que a estabilidade de preços tem precedência sobre outros objetivos da política monetária, o que significa risco de até seis aumentos na taxa básica de juros, escreveu Anna Wong, da Bloomberg Intelligence, em relatório.

Nos últimos meses, os mercados ficaram mais voláteis em meio a apostas de aperto mais rápido da política monetária. No Reino Unido, o mercado de títulos teve perdas dolorosas nesta quinta-feira e o rendimento do título público com prazo de dois anos chegou ao maior nível desde 2011.

Nos EUA, a curva de juros se achatou à medida que o rendimento do papel do Tesouro com prazo de dois anos subiu 0,05 ponto percentual.

A ansiedade em relação aos aumentos de juros se espalhou pela Europa. Os investidores apostam que o Banco da Inglaterra anunciará elevação de 0,25 ponto percentual para 0,5% na semana que vem. Os mercados de curto prazo projetam avanço da taxa básica do Reino Unido para 1% até junho e quase 1,5% até dezembro.

O Banco Central Europeu, que vem comunicando uma postura consistentemente mais branda do que seus principais pares, deve subir a taxa de depósito em 0,10 ponto para -0,4% em setembro. A expectativa anterior era que o acréscimo seria anunciado em outubro.

Ainda não investe no exterior? Estrategista da XP dá aula gratuita sobre como virar sócio das maiores empresas do mundo, direto do seu celular – e sem falar inglês

Compartilhe