Após revisão, Citi eleva preço-alvo de ADRs da AmBev para US$ 79

Analistas fundamentam recomendação de compra em projeções para Ebitda e maior apetite pelo risco de investidores

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Os analistas do Citi revisaram as suas projeções para a AmBev (AMBV4) e em virtude de uma melhor expectativa de resultados, além da menor aversão ao risco, elevaram o preço-alvo dos ADRs (American Depositary Receipts) da companhia para US$ 79, com recomendação de compra.

De acordo com o banco, os papéis da companhia “deverão se mostrar atrativos para os investidores devido a sua maior perspectiva de crescimento de Ebitda (resultado operacional de caixa), especialmente enquanto a tolerância pelo risco continuar em alta”.

Além disso, os analistas destacam que as operações de hedge da AmBev parecem estar funcionando, impulsionando assim as suas margens brutas. Com a valorização do real frente ao dólar dos últimos períodos, a empresa deverá ser beneficiada uma vez que parte de sua dívida é denominada em dólares.

Crescimento e financiamento

Aprenda a investir na bolsa

Um outro fator de peso, que pode influenciar no desempenho dos papéis da cervejaria, está ligado à operação da Anheuser-Busch InBev. Dúvidas quanto ao refinanciamento da sua dívida parecem estar desaparecendo uma vez que o balanço da companhia mostra que ela tem capital suficiente para cumprir com suas obrigações.

Já pelo lado das perspectivas de crescimento, os analistas do Citi ressaltam que a empresa poderá entrar no mercado mexicano em um período de doze a dezoito meses, com a possível aquisição das operações da Pepsi Bottling Group no país, que está avaliada em cerca de US$ 1,5 bilhão.