Mudança de tendência

ApeCoin está perdendo smart money para renda passiva, apontam dados da Nansen

Segundo a empresa, os NFTs do metaverso Otherside registraram o maior uso da blockchain Ethereum nas últimas 24 horas

Por  CoinDesk -

Segundo dados da  casa de análise Nansen, traders ativos de criptomoedas começaram a se desfazer da rio ApeCoin, da Yuga Labs, e encher a carteira de aSTETH, da Aave.

Nas últimas 24 horas, US$ 1,28 milhão em APE saiu das carteiras de criptomoedas que a Nansen categoriza como sendo “smart money” (dinheiro inteligente, em inglês, o capital controlado por investidores especialistas), mais do que qualquer outro token observado.

A casa de análise classifica uma carteira de “smart money” se atende pelo menos um dos seguintes critérios: se pertence a um fundo de investimento; se ganhou pelo menos US$ 100 mil ao fornecer liquidez aos protocolos de finanças descentralizadas (DeFi) SushiSwap e Uniswap, sem contar com as chamadas “perdas impermanentes”; e se lucrou com múltiplos trades em uma exchange descentralizada (DEX) em uma única transação, por meio de mecanismos como flash loans.

Normalmente, fluxos de saída anunciam uma diminuição dos preços do ativo – e foi justamente o que ocorre com a criptomoeda. O preço do APE caiu 16,8% nas últimas 24 horas, após a estreia do projeto de metaverso Otherside, maior lançamento de produto de tokens não fungíveis (NFTs) da Yuga Labs.

Mais conhecida pela criação da coleção de NFTs do Bored Apes Yacht Club (BAYC), a Yuga Labs lançou a ApeCoin, um token ERC-20 de governança e utilidade usado para a organização autônoma descentralizada (DAO) da ApeCoin. As pessoas que quisessem participar do Otherside teriam que comprar um NFT com APE, caso não tivessem um NFT das coleções Bored Ape ou Mutant Ape. Cada NFT “Otherdeed”, que representa um título de um terreno virtual no metaverso do Otherside, ficaria à venda por 305 APE.

Dentre os NFTs, a coleção mais ativamente negociada nas últimas 24 horas foi a Otherdeed, do Otherside. Com pouco menos de 100 mil ETH em volume e gerando cerca de US$ 285 milhões para a Yuga Labs, o Otherdeed congestionou a blockchain da Ethereum, subindo os custos dos traders para mais de US$ 176 milhões somente em taxas.

A empresa tuitou: “Essa foi, de longe, a maior quantidade de NFTs cunhada da história e, ainda assim, o gas usado mostrou que a demanda era muito maior do que as mais altas expectativas de qualquer um”. Após ter acarretado um dos maiores gas fees (taxas de rede) da história da Ethereum, a Yuga Labs se retratou publicamente no Twitter por “ter travado a Ethereum por um tempo”.

No mesmo período de 24 horas, cerca de US$ 0,8 milhão de aSTETH entrou em carteiras smart money, o maior fluxo de entrada entre tokens observados pela Nansen. Fluxos de entrada são considerados um sinal de tendência de alta, mas o valor do aSTETH mantém o mesmo nível de preço do Ethereum ([ativo-ETH]).

O aSTETH é o token da Aave que gera rendimentos para o stETH, ou Ethereum depositado no protocolo de staking Lido, que gera renda passiva com ETH. Embora a plataforma Curve tenha a maior pool de stETH, com US$ 4,7 bilhões de valor total bloqueado, a Aave é outro destino principal, com oferta total de US$ 3,01 bilhões de stETH.

Fluxos de entrada de smart money em aSTETH, dessa forma, reforçam a narrativa popular de que a armazenagem de ETH pode estar sendo o caminho ideal de investimentos para grandes investidores institucionais.

Até onde as criptomoedas vão chegar? Qual a melhor forma de comprá-las? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir e receber a newsletter de criptoativos do InfoMoney

Compartilhe