Conteúdo editorial apoiado por
IM Trader

Análise técnica: O que esperar das ações da Petrobras (PETR4) em 2024?

Petroleira encontra-se nas suas máximas históricas

Rodrigo Petry

Publicidade

As ações preferenciais da Petrobras (PETR4) foram uma das grandes surpresas da Bolsa, ano passado, ao dispararem, no acumulado do período, 94,34%, terminando entre as maiores altas de 2023 do Ibovespa.

Controlada pelo governo, seus papéis sofreram com as movimentações de troca de CEO, alterações nos planos de investimentos e dividendos. Além, é claro, da política de preços dos combustíveis, com a Petrobras abandonando a paridade internacional (PPI).

Tudo isso trouxe muita volatilidade às cotações do ativo, sobretudo no período de transição entre os governo de Jair Bolsonaro e Luiz Inácio Lula da Silva – já que o petista criticava a distribuição de dividendos da estatal.

Treinamento Gratuito

Manual dos Dividendos

Descubra o passo a passo para viver de dividendos e ter uma renda mensal previsível, começando já nas próximas semanas

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Não por acaso, entre o final de 2022 e o começo de 2023 (veja no gráfico abaixo), o preço da ação da Petrobras chegou a flertar entre os R$ 16 e os R$ 17. Ou seja, do ponto de vista da análise técnica, este foi o suporte de PETR4.

PETR4; o que esperar das ações da Petrobras em 2024?; análise técnica; swing trade; day trade; análise gráfica
Fonte: Clear Trader. Gráfico diário PETR4, entre dezembro de 2022 e dezembro de 2023

E, quando o preço atinge seu fundo, graficamente, ele atrai compradores, pelos princípios da análise técnica.

Ademais, vários fatores fizeram o seu preço se recuperar, com uma onda de revisões para cima na tese das ações.

Portanto, quem se posicionou pouco antes do início do governo Lula chegou a obter ganhos de até 130%, em pouco mais de 12 meses, considerando que o fechamento, em 2023, foi de R$ 37,24.

Para este começo de 2024, a questão que surge para os investidores é até que ponto PETR4 pode ir?

A seguir, confira o que analistas técnicos consultados pelo InfoMoney enxergam para o desempenho do papel. 

Análise técnica: Petrobras (PETR4)

A analista técnica do PagBank, Bianca Passerini, aponta que, pelo gráfico mensal, PETR4 engatou trajetória de alta, renovando seu topo histórico.

Dessa forma, segundo ela, pelo lado de baixa, o papel tem agora, como suporte, os R$ 33,80

No sentido inverso, encontra resistência nos R$ 37,51, que precisa ser atingida para buscar o próximo objetivo, na faixa dos R$ 40,00

“Suas bandas de Bollinger estão apontadas para cima e a ação trabalha acima de sua MME200 (média móvel exponencial de 200 períodos), com bom saldo de volume”, observa Passerini.

PETR4; o que esperar das ações da Petrobras em 2024?; análise técnica; swing trade; day trade; análise gráfica
Fonte: Broadcast. Elaboração gráfica: Bianca Passerini. Período gráfico mensal, entre 2012 a 2023

Análise técnica: O que esperar das ações da Vale (VALE3) em 2024?

Enquanto isso, avaliando sob a ótica do gráfico semanal, acrescenta, PETR4 apresenta tendência de alta e está com bandas de Bollinger apontadas para cima, “também com bom saldo de volume”.

PETR4; o que esperar das ações da Petrobras em 2024?; análise técnica; swing trade; day trade; análise gráfica
Fonte: Broadcast. Elaboração gráfica: Bianca Passerini. Período gráfico semanal, entre abril de 2021 a dezembro de 2023

Confuso sobre o que é suporte e o que é resistência? Confira nosso guia sobre análise técnica

“Pelos dois tempos gráficos, os indicadores mostram que a ação da Petrobras caminha para atingir o seu alvo imediato e renovar máxima histórica, nos R$ 40,00. Ou seja, a perspectiva é positiva para a companhia no médio prazo”, afirma ela.

A analista afirma ainda, considerando o longo prazo, que o objetivo de PETR4 está nos R$ 55,00. “No entanto, antes, a ação irá corrigir seu preço. Então, sempre leve em consideração, dentro de sua estratégia, o prazo de seu investimento e o seu objetivo.”

PETR4: Tendência de alta

Leandro Petrokas, diretor de research e sócio da Quantzed, destaca que a Petrobras está em “movimento de “zigue-e-zague” ascendente, no gráfico mensal, há algum tempo.”

Assim, desde o rompimento da máxima de 2022, ocorrido em junho de 2023, o ativo engatou um movimento de alta bem expressivo e constante, em “clara tendência de alta”.

“Se olharmos o gráfico mensal do ativo (veja abaixo), vamos perceber a sequência de candles positivos que o papel conseguiu emplacar.”

PETR4; o que esperar das ações da Petrobras em 2024?; análise técnica; swing trade; day trade; análise gráfica
Fonte: Nelogica. Elaboração gráfica: Leandro Petrokas. Período gráfico semanal, entre 2020 e 2023

Em relação às perspectivas, Petrokas ressalta que Petrobras pode continuar subindo e buscar alvos em R$ 40 e R$ 48, por “projeção de amplitude das últimas ondas de expansão de alta”.

Segundo ele, porém, usualmente, após uma sequência tão longa de candles de alta, é de se esperar algum tipo de correção.

Essas correções podem ser agudas (movimentos rápidos em direção contrária a anterior) ou laterais (uma espécie de descanso, com baixa volatilidade, também conhecida como correção no tempo).

“Nesse sentido, se acontecer uma correção aguda no gráfico mensal da Petrobras, podemos ver os preços buscando a média móvel de 9 períodos, por volta de R$ 31,00 ou a média móvel de 20 períodos, na região de R$ 26,00.”

Confira aqui mais conteúdos do InfoMoney sobre análise técnica!