Americanas recebe apoio de BB e Caixa e plano de RJ conta com mais de 60% da dívida; conselho propõe novo cálculo para emitir ações

Varejista promove hoje, às 14h, assembleia geral de credores para aprovar o plano de recuperação judicial

Felipe Moreira

Loja da Americanas (AMER3) no shopping Market Place, na zona sul de São Paulo (Lucas Sampaio/InfoMoney)

Publicidade

A Americanas (AMER3) anunciou que Banco do Brasil (BBAS3), Caixa Econômica Federal, Banco da Amazônia (BAZA3) e outros credores aceitaram acordo para apoiarem o plano de recuperação judicial da companhia, previsto para ir à votação em assembleia nesta terça-feira (19), às 14h. Está prevista uma segunda convocação para sexta-feira (22), caso seja necessário. 

Com as novas adesões ao acordo de apoio, chamado pela Americanas de PSA, o plano de recuperação judicial da empresa conta com adesão de “parcela significativamente superior a 60% da dívida da companhia, excluindo os créditos intercompany”.

O plano firmado com os credores prevê que a capitalização da Americanas tenha um valor de ação que corresponde a 1,33 vezes o preço médio negociado nos últimos 60 dias até a véspera da data da assembleia.

Treinamento Gratuito

Manual dos Dividendos

Descubra o passo a passo para viver de dividendos e ter uma renda mensal previsível, começando já nas próximas semanas

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Esse preço de emissão, que assumindo a aprovação do PRJ é de R$ 1,30 por ação, ainda deve ser submetido pela administração da Americanas à deliberação da assembleia de acionistas da companhia por ocasião da aprovação do aumento de capital.