Americanas ganha aprovação do Cade para aumento de capital em processo de RJ

Operação analisada foi a compra de participação societária minoritária por uma série de bancos, além da aquisição de controle pelos “acionistas de referência”

Equipe InfoMoney

Fachada da Americanas (Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil)
Fachada da Americanas (Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil)

Publicidade

A Americanas (AMER3) anunciou que a Superintendência-Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou, sem restrições, a subscrição e integralização das novas ações ordinárias a serem emitidas pela companhia no âmbito do aumento do capital social.

A operação analisada foi a compra de participação societária minoritária pelos bancos Bradesco, Santander, Itaú, Safra e BTG Pactual, além da aquisição de controle pelos “acionistas de referência”, ligados a Jorge Lemann, Marcel Telles e Carlos Alberto Sicupira.

O aumento de capital foi aprovado em uma assembleia geral extraordinária realizada em 21 de maio de 2024, de acordo com os termos e condições previstos no plano de recuperação judicial da companhia.

Continua depois da publicidade

Conforme a lei, o prazo de 15 dias corridos para questionamentos ao tribunal do Cade terá início nesta terça-feira (9) e terminará no dia 23. Caso não haja questionamentos, a decisão de aprovação da Superintendência-Geral do Cade se tornará definitiva.