Comércio eletrônico

Amazon supera projeções com resultados do terceiro trimestre e registra novo recorde de lucro

Lucro foi de US$ 6,3 bilhões. Crescimento vem após um segundo trimestre que já tinha computado o melhor resultado histórico da companhia

Amazon Mobile
(Shutterstock)
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A Amazon (AMZO34F) continua se beneficiando da procura crescente por compras online, em um cenário no qual diversos países continuam adotando medidas de isolamento social para combater a pandemia de Covid-19. A gigante, mais conhecida por seu comércio eletrônico, reportou nesta quinta-feira (29) os resultados financeiros para o terceiro trimestre de 2020 – e superou as projeções dos analistas.

O lucro foi de US$ 6,3 bilhões, ou US$ 12,37 por ação. Analistas consultados pela Refinitiv (Thomson Reuters Financial & Risk) e pelo portal Yahoo projetavam retornos de US$ 7,41 por ação neste trimestre. O lucro representa o triplo dos US$ 2,1 bilhões vistos no terceiro trimestre de 2019.

Já a receita ficou em US$ 96,1 bilhões no terceiro trimestre de 2020, alta de 37% sobre o mesmo período de 2019. As previsões eram de US$ 92,7 milhões.

Aprenda a investir na bolsa

Esse crescimento vem depois de um segundo trimestre que já tinha sido considerado muito positivo. A Amazon havia lucrado US$ 5,2 bilhões – então seu melhor resultado histórico, de uma série que começou há 26 anos. O terceiro trimestre coloca um novo recorde. Na comparação com o segundo trimestre de 2020, o lucro expandiu 21%.

A ação da Amazon encerrou o dia cotada a US$ 3.211,01 na bolsa tecnológica americana Nasdaq, uma alta de 1,52%. Mas a ação caía cerca de 1,40% no after market em Nova York. Em 2020, o papel acumula alta de cerca de 74%.

O que deu certo no terceiro trimestre de 2020

Em comunicado sobre o balanço trimestral, a Amazon destacou ter criado 400 mil vagas de emprego em 2020. Também frisou os resultados da temporada de descontos Amazon Prime Day.

O crescimento tanto nos mercados locais quanto nos internacionais se acelerou. A receita líquida na América do Norte cresceu 39% na comparação entre o terceiro trimestre de 2019 e o terceiro trimestre de 2020. Na comparação entre os mesmos períodos de 2018 e 2019, a alta havia sido de 24%. Da mesma forma, o mercado internacional viu uma expansão de 37% contra uma alta de 18%.

Por Dentro dos Resultados
CEOs e CFOs de empresas abertas comentam os resultados do ano. Cadastre-se gratuitamente para participar:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.

Uma área desacelerou seu crescimento, porém: o serviço de computação em nuvem AWS. As vendas dessa divisão ficaram em US$ 11,6 bilhões nesse trimestre, uma expansão anual de 29% sobre os resultados do terceiro trimestre de 2019. Os números ficaram dentro das projeções dos analistas. Mas vale lembrar que o crescimento havia sido de 35% no terceiro trimestre de 2019, na comparação com o terceiro trimestre de 2018.

As receitas líquidas na América do Norte representam 62% do mix da Amazon, enquanto as vendas internacionais têm uma fatia de 26%. A AWS completa a porcentagem, com 12% de presença nos resultados da Amazon.

Expectativas para o quarto trimestre da Amazon

PUBLICIDADE

A gigante do ecommerce espera que suas vendas fiquem entre US$ 112 bilhões e US$ 121 bilhões no quarto trimestre deste ano, o que representaria uma alta de 28% a 38% na comparação com o mesmo período de 2019. Os analistas esperavam algo similar, com vendas em US$ 112,3 bilhões.

“Estamos vendo mais consumidores do que nunca fazendo compras antecipadas por seus presentes de Natal. Esse é um dos sinais de que teremos uma temporada de final de ano sem precedentes”, escreveu Jeff Bezos, fundador da Amazon, no comunicado.

A receita operacional (considerando despesas) deve ficar entre US$ 1 bilhão e US$ 4,5 bilhões no quarto trimestre, contra os US$ 3,9 bilhões vistos no quarto trimestre de 2019. Essa previsão já leva em consideração custos de US$ 4 bilhões por conta da pandemia de Covid-19.

Para o terceiro trimestre de 2020, a Amazon havia separado US$ 2 bilhões. São gastos com material de proteção aos funcionários, limpeza das sedes e aumento de salários, por exemplo.

Quer descobrir como alguns investidores conseguem rentabilidades maiores que as suas? Assista de graça ao treinamento do professor Leandro Rassier para o InfoMoney