Alta de 9% da receita e entrega de até 210 jatos: o que o mercado espera da Embraer (EMBR3) em 2024

Embraer divulgará seus dados de entregas e backlog de 2023 em 30 de janeiro após o fechamento

Felipe Moreira

Publicidade

O JPMorgan fez pesquisa com 30 investidores institucionais, questionando as projeções sobre a Embraer (EMBR3) para 2024. Os analistas do banco apontam que as expectativas estão bem alinhadas com a da equipe de análise. A projeção é de que a receita da Embraer (EMBR3) deva crescer cerca de 9% ao ano, atingindo cerca de US$ 6,0 bilhões (em comparação com os US$ 6,2 bilhões estimados pelo banco), refletindo um aumento de 15% na aviação comercial e 4% na aviação executiva.

A maioria dos investidores espera que a Embraer divulgue uma projeção de entrega de 70 a 80 jatos comerciais em 2024 (65% das respostas) em comparação com os 65-75 orientados para 2023. Para a aviação executiva, a orientação de entregas deve ficar entre 120-130 jatos (58% das respostas), alinhada com a orientação de 2023 de 120-130 jatos. Assim, no total, o teto seria uma entrega de 210 jatos.

Segundo a pesquisa, 54% dos investidores esperam que a orientação para a margem Ebitda (Ebitda, ou lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações, sobre receita) ajustada em 2024 seja de 11,5% a 12,5%, +150 pontos-base em relação ao guidance de 2023 de 10,0-11,0%. No entanto, 27% esperam que a orientação para 2024 fique estável em 10,0-11,0%. Já o JPMorgan prevê uma margem de 11,4%, resultando em um Ebitda de US$ 704 milhões.

Treinamento Gratuito

Manual dos Dividendos

Descubra o passo a passo para viver de dividendos e ter uma renda mensal previsível, começando já nas próximas semanas

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Os investidores (65% das respostas) também preveem que a geração de fluxo de caixa livre (FCF) da Embraer em 2024 seja de US$ 200 milhões a 300 milhões em comparação com a projeção de US$ 150 milhões para este ano.

Além disso, 85% dos investidores não estão incluindo nas projeções nenhum pagamento em dinheiro proveniente da arbitragem com a Boeing em suas estimativas de fluxo de caixa livre para 2024.

A Embraer divulgará seus dados de entregas e backlog de 2023 em 30 de janeiro após o fechamento e os resultados do acumulado do último ano em 15 de março antes da abertura do mercado. Analistas vêem a Embraer negociado a 5,2 vezes o valor da firma (EV) sobre o Ebitda estimado para 2024, abaixo da sua média de 8,3 vezes nos últimos 5 anos.

Continua depois da publicidade

O JPMorgan tem recomendação overweight (exposição acima da média, equivalente à compra) para EMBR3, com preço-alvo de R$ 28, ou potencial de alta de 33% para os ativos em relação ao fechamento de quinta-feira.