Fusões e aquisições

Aliansce Sonae (ALSO3) confirma notícias e eleva em 10,9% a oferta por brMalls (BRML3); ações têm leve alta

A empresa ainda informou que iniciará os procedimentos para formalização de tal nova proposta e convocação de Assembleia Geral da brMalls

Por  Equipe InfoMoney -

Após ter a primeira oferta rejeitada no começo do ano, a Aliansce Sonae (ALSO3) confirmou em comunicado ao mercado nesta segunda-feira (14) que elevou a proposta pela brMalls (BRML3), em resposta a notícias divulgadas por diversos veículos de imprensa durante o final de semana.

A Aliansce informou que que aumentará o preço da Proposta Original e oferecerá aos acionistas de brMalls:

(i) pagamento em dinheiro no valor de R$ 1,850 bilhão – um aumento de R$ 500 milhões em relação ao valor originalmente proposto – o que representa uma melhora de 37% em relação à proposta original, e

(ii) pagamento com a entrega de 276.762.914 ações de emissão de ALSO, representativas de 51,08% do capital social da companhia combinada – o que representa uma relação de substituição de 1 ação de emissão da brMalls para 0,33414420 ação de emissão de Aliansce Sonae.

“Portanto, essa nova proposta representa um acréscimo de 10,9% em relação ao valor da Proposta Original e 16,1% em relação ao valor de cotação das ações de emissão da brMalls, no dia anterior à divulgação da combinação de negócios ao mercado”, destacou a companhia.

A Aliansce Sonae destacou que, convicta de que a combinação de negócios é uma oportunidade única de fortalecimento de ambas as companhias, com ganhos significativos para os seus acionistas, clientes e demais stakeholders, a empresa e seus assessores financeiros vêm mantendo interações com os acionistas da brMalls, que, em sua maioria, têm demonstrado apoio à concretização da pretendida operação. Assim, após tais interações, informou o aumento do preço da proposta original.

“Considerando que a combinação de negócios foi bem recebida pela maioria dos acionistas de ambas as companhias e pelo mercado em geral”, a empresa ainda informou que iniciará os procedimentos para formalização de tal nova proposta e convocação de Assembleia Geral da brMalls.

“A companhia manterá seus acionistas e o mercado em geral informados e voltará a comentar o assunto, caso seja concretizado qualquer fato que deva ser divulgado, na forma da lei e da regulamentação da CVM”, destacou.

Em comunicado perto da abertura do mercado, a brMalls informou que tomou conhecimento que a Aliansce divulgou fato relevante com as novas condições, mas que não recebeu qualquer nova proposta por parte da empresa ou pedido de convocação de assembleia geral. A brMalls reafirmou que sempre está à disposição para avaliar qualquer proposta de transação que possa gerar valor para ela e seus acionistas.

Em meio às notícias, as ações têm leve alta: às 10h40 (horário de Brasília), ALSO3 avançava 0,92%, a R$ 20,78, enquanto BRML3 subia 0,56%, a R$ 8,99.

Análises

Se a fusão for aprovada, as atenções devem se voltar para a capacidade da administração de entregar os R$ 1,4-2,5 bilhões em sinergias, diz BBI.

A elevação da proposta sinaliza que a Aliansce está disposta a avançar com o negócio, que pode incluir a convocação de uma assembleia de acionistas nas próximas semanas, trazendo os acionistas para votar a favor da fusão.

Atualmente, a empresa combinada Aliansce Soane e brMalls está sendo negociada a 9,4 vezes o valor da empresa sobre o lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações (EV/Ebitda, na sigla em inglês) e antes de quaisquer sinergias, o que analistas do BBI consideram atraente em termos absolutos, e também um desconto razoável de 27% para 12,8 vezes da ​​Multiplan (MULT3) – um desconto que pode se tornar ainda maior se as sinergias se tornarem viáveis.

A XP também considera o fluxo de notícias como positivo a favor da potencial fusão. Portanto, reitera recomendação de compra para BRML3 com preço-alvo de R$ 12 por ação.

Procurando uma boa oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje.

Compartilhe