Radar InfoMoney

Aliansce Sonae (ALSO3) assume administração do shopping Eldorado, em SP; confira mais destaques do mercado

Confira os destaques do noticiário corporativo na sessão desta segunda-feira (25)

Por  Felipe Moreira -

Já o escritório Arnoldo Wald, administrador judicial da recuperação judicial da Oi (OIBR3; OIBR4), encaminhou à Justiça um pedido de “honorários complementares” de R$ 21,8 milhões.

Confira mais destaques:

Aliansce Sonae (ALSO3)

A Aliansce Sonae (ALSO3) celebrou contrato para assumir a administração do Shopping Eldorado.

O Shopping Eldorado foi inaugurado em 1981 e, atualmente, possui mais de 75 mil m² de ABL e 300 lojas. O empreendimento está localizado na Zona Oeste da cidade de São Paulo, em uma região nobre, com alta densidade populacional e atendendo também ao público corporativo do entorno. Com o objetivo de encantar seus mais de 2 milhões de visitantes ao mês, o shopping já apresenta um diverso mix de lojas, abrangendo ainda relevantes operações serviços e entretenimento.

Em comunicado, a empresa afirmou que não está em tratativas para a aquisição do shopping, que tinha a Ancar Ivanhoe como administradora*. A Aliansce Sonae assume a gestão a partir de 6 de setembro.

“Assumir a administração do Eldorado, neste momento, reforça a tese estratégica da companhia sobre sinergias e alavancas comerciais como um dos pilares do racional para a fusão com a brMalls”, aponta.

*Correção: ao contrário do falado na matéria anteriormente, a Ancar Ivanhoe não é a dona do Shopping Eldorado. A matéria foi corrigida às 12h07. 

Oi (OIBR3;OIBR4)

O escritório Arnoldo Wald, administrador judicial da recuperação judicial da Oi (OIBR3; OIBR4), encaminhou à Justiça, na semana passada, um pedido de “honorários complementares” por 28 meses de trabalhos extras, segundo a coluna de Lauro Jardim/O Globo, requerendo mais R$ 21,8 milhões, além dos R$ 70 milhões que já havia recebido.

Arteris

A Partícipes, acionista controladora da Arteris, confirmou que está fazendo um “exercício de sondagem de mercado” visando a possíveis interessados na compra da concessionária de rodovias. O grupo se pronunciou em resposta a ofício da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) que cita reportagem do Estadão sobre decisão do grupo espanhol Abertis e do fundo canadense Brookfield de contratar o banco Morgan Stanley para procurar um comprador.

A Arteris administra hoje mais de 3 mil quilômetros de rodovias em São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Santa Catarina e Paraná. Dentre as rodovias sob concessão, está a Regis Bittencourt. A Abertis tem 51% de participação na Partícipes, e a Brookfield, 49%.

BR Properties (BRPR3)

A BR Properties informou que o recebimento da parcela inicial da venda dos imóveis Edifício Centenário, Edifício Plaza Centenário, Edifício Ventura, Edifício Manchete, Torre A TNU e Imóvel JK foram liquidados nesta data,
pelo montante equivalente a R$ 2,920 bilhões.

A companhia informa, ainda, que utilizou parte da liquidez gerada pelas operações para amortizar parte de suas emissões de dívida no montante de R$ R$ 1.174.842.844,66, referentes à integralidade do saldo devedor acrescido de prêmio de pré-pagamento, se aplicável, da 7ª Emissão de Debêntures, 12ª Emissão de Debêntures, 16ª
Emissão de Debêntures e CCIs – Edifício JK Bloco B.

Comerc

A Comerc informou que na sexta-feira (22) foi realizado o fechamento da operação de compra e venda da totalidade das ações de emissão de sociedade de propósito específico detentora da totalidade do capital social da Energea Salinas Geração, Energea Pedrinópolis, Energea Patrocínio e Energea Três Pontas.

A aquisição foi feita junto à Ares 2 Participações, subsidiária integral da Comerc, BTG Pactual (BPAC11) e Energea Global LLC em 21 de maio de 2022. Pelos termos do acordo, o fechamento e implementação da operação foram realizados nesta data mediante o pagamento do preço de aquisição corrigido equivalente a R$ 209.224.176,65 e a transferência da totalidade das ações para a Ares 2.

Armac (ARML3)

A Armac (ARML3) informou que foi concluída a emissão de certificados de recebíveis do agronegócio (CRA) no valor total de R$ 500 milhões.

Petrorio (PRIO3)

A Squadra Investimentos informou que passou a deter 45.725.103 ações ordinárias do capital social da Petrorio, que representam 4,90% do capital social da petroleira.

A referida participação dos investidores é representada por 42.239.103 ações ordinárias, e 3.486.000 ações ordinárias referenciadas em instrumentos derivativos de liquidação física. Os investidores informam ainda que do total informado, 13.933.261 ações ordinárias de emissão da companhia encontram-se doadas em empréstimo.

Direcional (DIRR3)

SPX Equities informou que detém 4,58% do total de ações que compõem o capital social da Direcional. A SPX Investimentos possui, ainda, posição vendida em 1.561.200 instrumentos financeiros derivativos com previsão de liquidação exclusivamente financeira referenciados por ações.

Sabesp (SBSP3)

A Fitch elevou a perspectiva da Sabesp de negativa para estável, afirmando rating em BB+.

 

Procurando uma boa oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje.

Compartilhe