Saída grega

Alemanha propõe que Grécia saia do euro por cinco anos, diz jornal

Ministro das Finanças da Alemanha, Wolfgang Schäuble, sugeriu duas alternativas para Atenas, incluindo uma saída temporária da zona euro durante cinco anos

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O ministro das Finanças da Alemanha, Wolfgang Schäuble, acredita que as últimas propostas da Grécia não são suficientes e sugeriu duas alternativas para Atenas, incluindo uma saída temporária da zona euro durante cinco anos como uma possível solução para a atual crise, de acordo com o site do jornal “Frankfurter Allgemeine Zeitung”.

“Estas propostas deixam de fora reformas centrais importantes para modernizar o país e trazer crescimento econômico, bem como um desenvolvimento sustentável a longo prazo”, de acordo com o documento elaborado pelo ministério obtido pelo jornal.

Com isso, segundo o jornal, há dois possíveis caminhos para superar a crise. O primeiro seria Atenas melhorar rapidamente as suas propostas, o que incluiria transferir 50 bilhões de euros em bens a uma agência fiduciária para que servissem de garantia ao pagamento de novos créditos.

Aprenda a investir na bolsa

O segundo caminho seria a saída temporária da zona do euro, acompanhada de ajudas ao crescimento e reestruturação da dívida, com o país permanecendo na União Europeia.

O jornal “Bild” disse que o ministro alemão queria encerrar as negociações com a Grécia há vários dias, mas cedeu em meio aos pedidos da chanceler Angela Merkel de manter as portas abertas a um acordo. 

Hoje, Schäuble afirmou, na chegada à reunião do Eurogrupo em Bruxelas, que as últimas propostas do governo grego estão longe de serem suficientes para a concessão de um terceiro pacote de ajuda financeira a Atenas.

“A confiança foi destruída de uma maneira inacreditável nos últimos meses”, disse o ministro alemão, acrescentando que não poderia “confiar em promessas” para aceitar continuar a ajudar a Grécia.

Ele disse que, no formato atual, as propostas de reformas de Alexis Tsipras ficaram “longe de suficientes” para convencer os credores a conceder um terceiro plano de ajuda à Grécia.

As propostas econômicas por um novo resgate à Grécia receberam uma resposta morna este sábado enquanto autoridades europeias estimaram que o país vai precisar de 74 bilhões de euros em ajuda para os próximos anos.

PUBLICIDADE

(Com Reuters)