Apesar da crise

“Ainda gosto da Bolsa como investimento para 2020”, diz diretor do Itaú

Contudo, aponta Cláudio Sanches, ainda não há não perspectiva para uma solução de curto prazo para a crise atual

Aprenda a investir na bolsa

Após a forte queda do mercado na sessão da segunda-feira (9), com uma baixa de 12,17% do Ibovespa em meio à guerra de preços do petróleo deflagrada entre Arábia Saudita e a Rússia, o que fazer agora?

Cláudio Sanches, diretor de investimentos do Itaú Unibanco, afirmou em entrevista para o jornal O Estado de S. Paulo que, para quem está bem alocado em Bolsa, o momento é de manter. “Ainda gosto da Bolsa como investimento para 2020”, apontou. Confira a entrevista abaixo:

Qual o impacto dessa crise nos ativos brasileiros? E a duração?

Aprenda a investir na bolsa

A gente não tem perspectiva para uma solução de curto prazo. Tem muita incerteza ainda, principalmente, com a questão do coronavírus. Acho que o que teve de novo nesta segunda-feira foi justamente a crise do petróleo. E aqui é o mercado olhando e dizendo: ‘Puxa vida, se esses caras estão fazendo isso com o petróleo, é porque eles estão tendo uma leitura de que a economia vai desacelerar muito’. A verdade é que economia vai desacelerar tanto quanto ela já iria na sexta-feira.

O investidor faz o que agora?

Para quem está bem alocado em Bolsa, o momento é de manter. Ainda gosto da Bolsa como investimento para 2020. Para aquele dinheiro novo, o que a gente recomenda é colocar muito mais num fundo multimercado, que tenha renda variável, e deixar o trabalho de realocação para um gestor profissional caso aconteça alguma novidade.

O dólar vai chegar a R$ 5?

Não dá para prever isso. Vai depender muito da interferência do BC, de como as pessoas vão reagir. Pode ser que chegue a R$ 5 e depois volte…

O BC está fazendo tudo que poderia para controlar a desvalorização do real?

PUBLICIDADE

Aparentemente, estão fazendo o dever de casa muito bem feito. Acho que a discussão é um pouco sobre a efetividade que a venda de dólares e as interferências atuais podem ter no câmbio. Mas eu diria que estão fazendo tudo aquilo que o manual manda.

Correr para a renda fixa nem pensar?

Não é a nossa recomendação. Existe a possibilidade de uma nova redução de juros Selic, então a renda fixa não é recomendável. Se a pessoa tem a reserva de emergência, aquele dinheiro para alguma despesa extraordinária, tudo bem alocar em um investimento líquido de renda fixa, mas só. Mas, claro, tem de querer ter um pouco mais de liquidez agora para esperar um pouco a poeira abaixar. Essa pode ser uma estratégia interessante.

Seja sócio das melhores empresas da Bolsa: abra uma conta na Clear com taxa ZERO para corretagem de ações!