Commodities

AIE: oferta abaixo do esperado da Opep+ tende a aumentar volatilidade do petróleo

Em janeiro, a produção da Opep+ ficou 900 mil barris por dia (bpd) abaixo de sua meta, e há sinais de que o déficit está se agravando

Por  Estadão Conteúdo -

Crônicas questões de oferta entre grandes produtores de petróleo podem ampliar a volatilidade nos mercados de energia e impulsionar ainda mais os preços da commodity, segundo avaliação da Agência Internacional de Energia (AIE).

Em relatório mensal publicado nesta sexta-feira, 11, a AIE ressalta que a falha por integrantes da Opep+ – formada pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e aliados – de cumprir promessas de ampliar a oferta ajudou a impulsionar os preços da commodity aos maiores níveis desde 2014.

Em janeiro, a produção da Opep+ ficou 900 mil barris por dia (bpd) abaixo de sua meta, e há sinais de que o déficit está se agravando, o que provavelmente intensificará o aperto no mercado, alerta a AIE.

No documento, a AIE prevê que a oferta global de petróleo crescerá 6,3 milhões de barris em 2022 se a Opep+ reverter totalmente os cortes que implementou anos atrás em sua produção. Em sua última reunião, na semana passada, a Opep+ manteve a estratégia de aumentar sua oferta em 400 mil bpd em março.

No mês passado, a oferta global de petróleo teve expansão de 560 mil bpd, a 98,7 milhões de bpd, conforme estimativa da AIE.

Ainda no relatório, a AIE cortou sua previsão de alta na demanda global por petróleo em 2022 em 100 mil bpd, a 3,2 milhões de bpd.

A AIE informou também que os estoques de petróleo da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) sofreram redução de 60 milhões de barris em dezembro, a 2,68 bilhões de barris, atingindo o menor nível em sete anos. Dados preliminares sugerem que houve nova queda em janeiro, de 13,5 milhões de barris. Fonte: Dow Jones Newswires.

Procurando uma boa oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje.

Compartilhe