Novas projeções

AIE: liberação de reservas de petróleo vai ajudar a compensar oferta russa menor

Já a agência cortou projeção de demanda global por petróleo em 2022 em função de “lockdowns” decretados na China para combater surtos de covid-19

Por  Estadão Conteúdo -

A decisão dos Estados Unidos e de países aliados de liberarem petróleo de reservas estratégicas deverá ajudar a contrabalançar a ampla queda na oferta da Rússia, após a invasão da Ucrânia por forças de Moscou, e deve aliviar a crise de energia que impulsionou os preços da commodity, segundo avaliação da Agência Internacional de Energia (AIE).

Em relatório mensal publicado nesta quarta-feira, a AIE, que recentemente ajudou a coordenar a liberação de reservas, disse que a iniciativa vai contribuir para evitar a formação de um severo déficit de petróleo no mercado.

A agência estima que a guerra no Leste Europeu poderá fazer com que 3 milhões de barris por dia (bpd) de petróleo da Rússia deixem os mercados globais até maio.

A AIE cortou sua projeção de demanda global por petróleo em 2022, em 260 mil bpd, em função de “lockdowns” decretados na China para combater surtos de covid-19. Com a revisão, a agência com sede em Paris agora prevê que o consumo mundial ficará em 99,4 milhões de bpd este ano.

A AIE também reduziu sua previsão para a oferta global deste ano, em 200 mil bpd, a 99,3 milhões de bpd.

Ainda no relatório, a AIE informou também que os estoques de petróleo da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) tiveram redução de 42,2 milhões de barris em fevereiro, a 2,61 bilhões de barris. Dados preliminares, no entanto, sugerem que houve um avanço de 8,8 milhões de barris em março.

Fonte: Dow Jones Newswires.

Procurando uma boa oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje.

Compartilhe