Em mercados / agro

São Paulo quer ampliar produção de trigo

Segundo o Sindicato da Indústria do Trigo no Estado de São Paulo (Sindustrigo) a área cultivada cresceu 40% e a produção mais de 70% entre 2013 e 2015

trigo

SÃO PAUL0 - No período de 2013 a 2015, o trigo ganhou espaço nas lavouras paulistas. Segundo o Sindicato da Indústria do Trigo no Estado de São Paulo (Sindustrigo) a área cultivada cresceu 40% e a produção mais de 70%. E o potencial é ainda maior. 

Um levantamento do sindicato mostra que a produção de trigo em sequeiro pode ser ampliada em mais de 80 mil hectares no estado, o que representaria uma produção adicional de aproximadamente 256 mil toneladas de trigo anuais. Cerca de 20% deste crescimento estaria baseado na ampliação de lavouras na região de Itapetininga e Avaré e 80% na substituição de culturas anuais por trigo na região do Vale do Paranapanema. 

Hoje, o grão cultivado em São Paulo supre apenas 30% da necessidade da indústria moageira local, sendo necessária a compra de trigo de outros estados e países. O obstáculo ainda está na qualidade do grão ofertado, que varia em função das características das sementes, manejo agrícola e eventos climáticos. 

A recomendação da Sindustrigo é que o produtor invista em cultivares de qualidade e adaptadas ao solo paulista. E o primeiro passo foi dado: nos últimos anos houve uma redução das variedades de trigo plantadas no Estado. De 62 cultivares recomendadas no Zoneamento Agrícola de Risco Climático do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento foram plantadas apenas 13, na safra 2015/2016. 

 

Contato