Em mercados / agro

Produção de leite cai cerca de 20% com altas temperaturas, afirma estudo

Caso o produtor tenha um galpão disponível, alternativa apontada por consultor é climatizá-lo com ventiladores ou umidificadores

VACA

SÃO PAULO - A exposição contínua das vacas a altas temperaturas pode provocar uma perda de até 20% na produção de leite, aponta o estudo israelense “Heat stress management in Israel”. Segundo José Carlos Ribeiro, consultor agropecuário da Boi Saúde – Nutrição Animal, os resultados do trabalho israelense podem perfeitamente ser aplicados ao Brasil, especialmente neste período de verão ou até mesmo porque em diversas regiões produtoras do País o calor elevado predomina durante a maior parte do tempo.

“Com a chegada do verão, os animais ficam expostos a temperaturas muito altas, sem contar que num país tropical como o Brasil, há regiões onde o clima seco e quente predomina o ano todo”, diz.  

De acordo com o consultor, climatizar o ambiente é a alternativa para amenizar o calor, proporcionando assim um maior bem estar ao gado, diminuindo os riscos de queda na produção. Em Israel, explica Ribeiro, existem ambientes climatizados apropriados para a produção de leite, só que essa adaptação tem um custo elevado, o que ultrapassa a realidade da maioria dos produtores rurais brasileiros.

Para contornar o desafio financeiro, sem perda de eficiência, o melhor investimento em curto prazo, com custo pequeno e bom resultado, destaca o consultor, é a construção de corredores agroflorestais, ou seja, corredores com plantio de árvores dos dois lados, que possam receber o gado nos períodos mais quentes do dia, que costumam ser entre 10h e 17h.

“Com esse plantio, o produtor manterá a vaca em temperatura entre 18ºC e 22ºC graus, parâmetro adequado e que não proporcionará diminuição do consumo de ração, que tem como consequência a queda na produção. Além disso, as árvores também podem ser frutíferas”, ressalta Ribeiro.

Segundo o consultor, outra alternativa, caso o produtor tenha um galpão disponível na propriedade, é climatizá-lo com ventiladores ou umidificadores. “É importante ressaltar que o galpão deve ficar o tempo todo climatizado enquanto o gado estiver lá, não só no período da ordenha, o que evitará o estresse, além de manter ou até mesmo aumentar a qualidade do leite”, explica Ribeiro. “Esse procedimento é muito utilizado em granjas, inclusive, com iluminação e climatização adequadas, que podem ser utilizadas tranquilamente na pecuária leiteira. ”

 

Contato