Grace Mendonça

Advogados públicos manifestam “profunda indignação” com novo nome para AGU e prometem reação

A nomeação de Fábio Medina Osório já havia sido criticada pela Anafe por ir na "contramão do pedido feito pelos membros da AGU"; o incômodo parece se repetir na categoria

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – A Associação Nacional dos Advogados Públicos Federais (Anafe) criticou o procedimento usado pelo governo para a indicação de Grace Mendonça para o comando da Advocacia-Geral da União (AGU), desconsiderando a tradicional lista tríplice indicada pela pasta. Em nota divulgada na manhã desta sexta-feira (9) e reproduzida pelo site do jornal O Globo, a Anafe associo a escolha do antecessor Fábio Medina Osório a “falhas” na gestão.

“A Anafe, maior entidade representativa das carreiras, manifesta profunda indignação com a forma como se deu a escolha dos últimos dirigentes da AGU, que ignorou as listas tríplices apresentadas à ex-presidente da República Dilma Rousseff e posteriormente ao presidente, Michel Temer”, dizia a nota. No texto, a associação disse ainda que os membros da AGU “prometem reagir contra interferências políticas na próxima indicação de chefia”.

A nomeação de Fábio Medina Osório já havia sido criticada, por ir na “contramão do pedido feito pelos membros da AGU”, na avaliação da Anafe. A demissão de Osório foi informada nesta sexta-feira e foi atribuída nos bastidores a um atrito político, sobretudo como o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha.