Em mercados / acoes-e-indices

Alívio em 5 frentes faz o Ibovespa subir 1,8% e o dólar recuar 1,5% na semana

No Brasil, o destaque entre os indicadores ficou com o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de agosto mostrou avanço de 0,11% na inflação, número em linha com o esperado

ações

SÃO PAULO - O Ibovespa fechou em alta nesta sexta-feira (6) e conseguiu sua terceira semana em cinco no campo positivo. Uma série de quatro alívios em campos críticos para o investidor foram os drivers do otimismo recente. 

Foram desde fatores externos, como a expectativa pelo encontro entre Estados Unidos e China em outubro, a domésticos, como a aprovação na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado do relatório da reforma da Previdência. 

Nos últimos cinco pregões, o principal índice da B3 registrou ganhos de 1,78%, voltando a operar perto dos 103 mil pontos. Hoje, o Ibovespa subiu 0,68% a 102.935 pontos com volume financeiro negociado de R$ 13,892 bilhões. 

Enquanto isso, o dólar comercial caiu 0,72% a R$ 4,0797 na compra e a R$ 4,0804 na venda. Na semana, a moeda norte-americana teve uma desvalorização de 1,49%. O dólar futuro para setembro caía 0,85% a R$ 4,079, acentuando a queda em relação à abertura. 

Entre os contratos de juros futuros, o DI para janeiro de 2021 tinha leve queda de 2 pontos, a 5,37%, e o para janeiro de 2023 estava estável em 6,44%.

Confira os fatores que impactaram os mercados esta semana: 

1) Federal Reserve

Após diversos membros do Fed darem indicações de que o banco central dos Estados Unidos deve cortar juros para continuar estimulando a economia, o dado de emprego dos EUA divulgado hoje e as falas do presidente da autoridade monetária, Jerome Powell, deixaram esse quadro ainda mais provável. 

Os Estados Unidos criaram 130 mil novas vagas de emprego em agosto, segundo dados divulgados pelo Departamento do Trabalho. O resultado veio abaixo da mediana das projeções dos economistas consultados pela Bloomberg, que esperavam um acréscimo de 160 mil empregos.

Powell disse hoje que a principal expectativa do Fed é de que não haverá recessão, ressaltando um provável "crescimento moderado contínuo". Por outro lado, ele afirmou que o banco central americano está monitorando "riscos significativos".

Segundo ele, indicadores de investimento em manufatura e negócios estão agora "de lado para baixo", enquanto mercado de trabalho está bem. Sobre o Payroll, Powell avaliou que os dados de hoje são consistentes com um mercado de trabalho sólido.

2) Brexit

O primeiro-ministro britânico Boris Johnson sofreu na quarta-feira (4) sua terceira derrota no Parlamento em apenas 24 horas. Desta vez, foi rejeitada por 298 votos a 56 sua proposta de convocar eleições gerais para 15 de outubro.

Mais cedo, no mesmo dia, o Parlamento aprovou em segundo turno, por 327 votos a 299, uma lei que impede um Brexit (saída do Reino Unido da União Europeia) sem acordo.

Desde que assumiu o cargo no mês passado, Johnson deixou claro diversas vezes que o Brexit ocorreria em 31 de outubro com ou sem acordo. Com isso, pela derrota sofrida, ele propôs convocar novas eleições para que o povo decidisse se aceita sua gestão - e a chance de um Brexit sem acordo - ou prefere outro primeiro-ministro para negociar um acordo com a União Europeia.

3) Hong Kong

A lei oficial de extradição em Hong Kong foi suspensa nesta quarta, o que aliviou os protestos na cidade. O projeto de lei foi a origem das manifestações que tomaram conta de Hong Kong nas últimas semanas. Ele permitia a extradição de suspeitos procurados para a China continental, Macau e Taiwan. Fugitivos do regime chinês poderiam até mesmo ser enviados a Pequim.

4) Reforma da Previdência

Foi aprovado o relatório do senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) para a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) da reforma da Previdência. 

O texto tem impacto fiscal de R$ 870 bilhões em 10 anos – o que corresponde a uma desidratação de R$ 63,5 bilhões em relação à proposta aprovada pelo plenário da Câmara dos Deputados. 

Caso a sugestão de PEC paralela apresentada pelo tucano seja aprovada também, o impacto subirá para R$ 1,312 bilhão, segundo Tasso.

5) China e EUA marcam encontro

Será no início de outubro o encontro em Washington de uma delegação de negociadores chineses com norte-americanos. O objetivo é tentar chegar a um acordo para acabar com a guerra comercial entre os dois países. 

Foram semanas de muita antecipação e ansiedade antes do encontro ser confirmado. As notícias eram de que a China estava frustrada com o fato dos EUA não terem adiado a entrada em vigor de tarifas sobre bilhões de dólares em produtos chineses. 

IPCA

No Brasil, o destaque entre os indicadores ficou com o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de agosto mostrou avanço de 0,11% na inflação, número em linha com o esperado pela mediana das expectativas compiladas no consenso Bloomberg. Em julho, o IPCA subiu 0,19%.

A variação acumulada no ano ficou em 2,54% e, nos últimos 12 meses, em 3,43%, acima dos 3,22% registrados nos 12 meses imediatamente anteriores.

Noticiário Corporativo

A Petrobras (PETR3; PETR4) elevou o preço médio da gasolina nas refinarias em 1,33%, para R$ 1,701 por litro. O novo valor representa uma alta de R$ 0,02 por litro. O combustível permanecia sem alteração desde o último dia 28 de agosto.

Desta vez, a estatal também elevou o preço do diesel, que estava estável desde o dia 1º de agosto. A alta foi de 2,5%, para o preço médio de R$ 2,159/litro. O novo valor representa alta de R$ 0,0525 por litro.

O Valor traz que a Vale (VALE3) e a BSGR, do magnata israelense Beny Steinmetz, vão se enfrentar em um tribunal de Londres por causa de uma indenização de US$ 1,25 bilhão. A BSGR foi condenada ao pagamento em abril por uma corte que a considerou culpada de falsidade ideológica, em um processo que envolveu propinas.

As maiores altas, dentre as ações que compõem o Índice Bovespa, foram:

 Cód. Ativo Cot R$ % Dia % Ano Vol1
 BBDC4 BRADESCO PN EJ 34,60 +4,19 +8,42 836,06M
 BBAS3 BRASIL ON 49,39 +4,07 +9,75 679,49M
 BBDC3 BRADESCO ON EJ 31,30 +3,88 +11,94 98,22M
 ITUB4 ITAUUNIBANCOPN ED 35,17 +3,35 +6,74 727,67M
 ITSA4 ITAUSA PN ED 12,95 +2,94 +17,29 323,71M

As maiores baixas, dentre os papéis que compõem o Índice Bovespa, foram:

 Cód. Ativo Cot R$ % Dia % Ano Vol1
 CCRO3 CCR SA ON 16,60 -4,27 +51,91 123,50M
 PCAR4 P.ACUCAR-CBDPN 84,10 -3,44 +4,85 179,46M
 BPAC11 BTGP BANCO UNT N2 52,80 -3,12 +134,79 180,95M
 MRVE3 MRV ON 17,45 -2,89 +44,22 153,01M
 VVAR3 VIAVAREJO ON 7,38 -2,25 +68,11 121,62M

As ações mais negociadas, dentre as que compõem o índice Bovespa, foram:

 Código Ativo Cot R$ Var % Vol1 Vol 30d1 Neg 
 PETR4 PETROBRAS PN N2 26,52 +0,49 1,27B 1,24B 38.401 
 BBDC4 BRADESCO PN EJ 34,60 +4,19 836,06M 622,89M 54.536 
 ITUB4 ITAUUNIBANCOPN ED 35,17 +3,35 727,67M 682,62M 36.564 
 BBAS3 BRASIL ON 49,39 +4,07 679,49M 451,54M 36.514 
 VALE3 VALE ON 46,45 -0,15 473,75M 882,37M 17.670 
 ITSA4 ITAUSA PN ED 12,95 +2,94 323,71M 281,46M 29.598 
 GOLL4 GOL PN ES N2 34,06 +0,15 314,67M 132,55M 24.243 
 B3SA3 B3 ON 45,90 +1,32 296,93M 471,50M 20.835 
 MGLU3 MAGAZ LUIZA ON 36,00 -1,91 280,51M 384,57M 20.900 
 JBSS3 JBS ON 30,06 -0,60 267,23M 328,43M 29.367 

* - Lote de mil ações
1 - Em reais (K - Mil | M - Milhão | B - Bilhão)
IBOVESPA

A Vale (VALE3) tenta executar a decisão, que está relacionada a uma joint venture criada para explorar minério de ferro em Guiné, mas a BSGR recorreu à Justiça.

Já sobre a retomada da Samarco, joint venture entre Vale e BHP, prevista para 2020, há riscos de que isso não ocorra em meio a atrasos na liberação de uma licença ambiental e questionamentos sobre o financiamento. Segundo a Bloomberg, a Samarco esperava que essa liberação acontecesse em semanas, mas mais de três meses já se passaram.

O atraso é obstáculo também aos detentores de US$ 3,5 bilhões em dívidas que deixaram de ser pagas depois da quebra da barragem em Mariana (MG).

Quer investir com corretagem ZERO na Bolsa? Clique aqui e abra agora sua conta na Clear!

 

Contato