Em mercados / acoes-e-indices

Ibovespa acelera ganhos com anúncio de acordo para votar a Previdência hoje

Investidores esperam que reforma seja aprovada mais rápido e que mudanças no texto não prejudiquem a economia que o governo defende

ações índices gráfico alta bolsa mercado
(Shutterstock)

SÃO PAULO - O Ibovespa acelera ganhos nesta terça-feira (23) após o deputado Marcelo Ramos (PR) anunciar o fechamento de um acordo para votar a Previdência na CCJC (Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania) da Câmara dos Deputados hoje. Ainda repercute o alívio depois de os líderes dos caminhoneiros baixarem o tom e tornarem mais difícil a probabilidade de greve. 

Às 12h36 (horário de Brasília) o principal índice da B3 tinha alta de 1,8% a 96.287 pontos. Já o dólar comercial avança 0,49% a R$ 3,9513 na compra e a R$ 3,9521 na venda enquanto o dólar futuro para maio registra ganhos de 0,29% a R$ 3,95. 

O deputado Marcelo Ramos estava em reunião com o secretário da Previdência, Rogério Marinho (PSDB-RN). "Votaremos a Previdência hoje na CCJ. O acordo para votar foi fechado."

Foram retirados do texto da reforma alguns pontos polêmicos como o fim do pagamento de multa do FGTS para aposentados; a possibilidade de se alterar, por projeto de lei, a idade máxima de aposentadoria compulsória; a exclusividade da Justiça Federal do Distrito Federal para julgar processos contra a reforma; e o dispositivo que dá somente ao Executivo a possibilidade de propor mudanças na Previdência. A sessão da CCJC deve começar às 14h30. 

Uma outra fonte de alívio ao governo veio da declaração de representantes dos caminhoneiros que descartaram a possibilidade de greve da categoria após o governo prometer que fiscalizará o cumprimento da tabela de frete e acertará o seu reajuste de acordo com as mudanças no preço do diesel. O acordo deve eliminar o risco de uma paralisação a partir do dia 29 e foi definido ontem após reunião com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas.

Entre os juros futuros, o DI para janeiro de 2021 registra perdas de quatro pontos-base a 6,98%, ao passo que o DI para janeiro de 2023 cai cinco pontos-base a 8,16%. 

Bolsas Internacionais

Na Ásia, as principais bolsas fecharam sem um sinal definido, ainda digerindo os impactos do pico de alta do preço do petróleo. Na China, a bolsa de Xangai registrou o segundo dia consecutivo de perdas refletindo um relatório do South China Morning Post de que Pequim poderia se concentrar em reformas estruturais em vez de oferecer medidas de estímulo após o desempenho econômico apresentado no primeiro trimestre, que veio acima do esperado.

Os mercados europeus, que reabriram após um feriado de quatro dias, operam predominante em baixa diante das incertezas geopolíticas e no aguardo de uma série de resultados corporativos nos Estados Unidos, quando mais de 140 empresas vão divulgar seus resultados nesta semana.

As sanções dos norte-americanos podem retirar mais de 1 milhão de barris de petróleo por dia do Irã do mercado. Outra consequência é o travamento do comércio global, por conta de uma ameaça da guarda revolucionária Islâmica, de que poderia fechar uma das passagens no Golfo Pérsico, de transporte de petróleo, prejudicando os embarques da Arábia Saudita.

Quer investir com corretagem ZERO na Bolsa? Clique aqui e abra agora sua conta na Clear!

Entre as commodities, novamente o destaque é o petróleo, que ontem havia avançado 3% em Nova York, levando a matéria-prima a acumular uma alta de 30% este ano. Hoje, os preços seguem em alta. O preço do minério, por sua vez, opera em queda, refletindo a expectativa de recomposição da oferta global da commodity.

Noticiário corporativo

Os acionistas da CCR aprovaram o plano de R$ 71 milhões para que a companhia indenize 15 ex-executivos, dentro de um Programa de Incentivo à Colaboração (PIC). Dessa forma, eles aceitam colaborar com as investigações de crimes que praticaram na condução dos negócios da companhia, nos estados de São Paulo e no Paraná. A proposta foi aprovada por 68,33 dos presentes, com voto contrário de 32,39%.

O presidente da Gol, Paulo Kakinoff, afirmou em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo que a Avianca poderá custar à empresa US$ 48 milhões. Segundo o executivo, este é o valor da perda à Gol caso o leilão da Avianca, que está em recuperação judicial, não ocorra. Previsto para daqui a 15 dias, Kakinoff argumenta que o risco de prejuízo à Gol evidencia o esforço da companhia em adquirir os ativos da rival em dificuldades financeiras.

Diante da polêmica gerada pela intervenção no preço do diesel, a Petrobras informou ontem que a partir de agora disponibilizará em seu website os preços diários da gasolina e do diesel em cada um de seus pontos de venda em todo o território nacional.

A B3 anunciou ontem que o conselho aprovou a emissão de debêntures no montante total de R$ 1,2 bilhão, com prazo de vencimento em 30 anos.

A Caixa decidiu que vai ter suas ações de suas subsidiárias listadas tanto no Brasil quanto nos Estados Unidos. Entre as empresas que devem entrar no processos de duplo IPO estão companhias de seguros, cartões, loterias e gestão de recursos. Segundo reportagem do Valor, a Caixa busca dar mais liquidez aos papéis das subsidiárias e melhorar a precificação.

 

Contato