Em mercados / acoes-e-indices

Ibovespa cai 2% após votação da Previdência ser adiada na CCJ; dólar sobe 1% e supera os R$ 3,94

Mercado repercute negativamente o adiamento da Reforma da Previdência na CCJ

Ações
(Shutterstock/Golden House Studio)

SÃO PAULO - O Ibovespa intensificou as quedas no começo da tarde desta quarta-feira (17) após a votação da Reforma da Previdência na CCJC (Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania) ficar para a próxima terça-feira (23). Às 12h59 (horário de Brasília), o índice registrava queda de 2,10%, a 92.348 pontos. Enquanto isso, o dólar chegou a subir 1% e superar os R$ 3,943.  

Vale ressaltar que o índice já registrava perdas desde que a sessão da Comissão foi aberta, por volta das 10h30 , em meio às notícias de que o Centrão tinha se reunido paralelamente à CCJC e ameaçava derrubar o texto da reforma da Previdência se o texto atual não fosse mudado. Confira como foi a sessão clicando aqui.  Logo na abertura da CCJC, a oposição apresentou 24 requerimentos de obstrução. 

Segundo o analista da XP Investimentos, Gabriel Fonseca, há algum grau de incerteza até que a reforma seja aprovada. "O mercado está nervoso com a Previdência e também não está muito convencido de que a insatisfação dos caminhoneiros acabou após o anúncio de medidas favoráveis a eles ontem", comenta. 

Entre pontos polêmicos da Reforma estão o fim do pagamento da multa do FGTS para quem já é aposentado e as novas regras do abono salarial.

Na véspera, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), apontou que maio e junho vão ser decisivos, sem deixar de cobrar que o presidente da República seja mais afirmativo na sua defesa da reforma. Para os analistas da XP, os próximos meses devem ser de volatilidade, mas o mercado segue na direção certa. 

Quer investir melhor o seu dinheiro? Clique aqui e abra a sua conta na XP Investimentos

Lá fora, as bolsas internacionais operam entre perdas e ganhos depois de subirem mais cedo com surpresa positiva nos dados da China. No país, o crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) no primeiro trimestre foi de 6,4%, ante expectativas de 6,3%. Já a produção industrial veio com alta de 8,5% contra previsões de 6%. O desempenho da segunda maior economia do mundo fez com que quase todas as bolsas asiáticas fechassem em alta. Europa e futuros dos índices acionários dos Estados Unidos também registram ganhos. 

Nos juros futuros, o DI para janeiro de 2021 registra ganhos de um ponto-base a 7,12%, ao passo que o DI para janeiro de 2023 tem alta de dois pontos-base, a 8,29%. 

Noticiário corporativo

A Petrobras (PETR3; PETR4) segue no radar dos investidores, após o governo anunciar um pacote de medidas para acalmar os caminhoneiros e deixar a petroleira livre para praticar o reajuste no preço do diesel. A intervenção de Bolsonaro na Petrobras, que mandou a empresa a suspender uma alta de 5,7% do óleo na semana passada gerou enormes perdas em valor de mercado para a companhia.

Entre as medidas anunciadas ontem está a liberação de R$ 500 milhões para quem tem até dois caminhões, em financiamentos do BNDES para manutenção dos veículos, além de empréstimo de até R$ 30 mil a taxas menores para cada motoristas. O governo pretende ainda destravar R$ 2 bilhões para conclusão de obras rodoviárias.

Já no caso da Braskem (BRKM5), os acionistas ficaram ontem sem deliberar durante assembleia sobre o pagamento dos cerca de R$ 2,7 bilhões em dividendos propostos pela companhia referentes ao exercício de 2018. 

Por fim, com relação à Vale (VALE3), o TJMG (Tribunal de Justiça de Minas Gerais) autorizou a retomada parcial da atividade da mineradora na mina de Brucutu. Segundo a Vale, a decisão liminar do TJ-MG suspende parcialmente a decisão da Vara Única da Comarca de Santa Bárbara, proferida em 22 de março. “A referida decisão possibilitará o retorno integral das operações na mina de Brucutu em até 72 horas, o que equivale a um volume de produção anualizado de 30 Mtpa”, diz a empresa.

As maiores baixas dentre as ações que compõem o Ibovespa são:

Cód. Ativo Cot R$ % Dia % Ano Vol1
 RADL3 RAIADROGASILON 64,21 -3,88 +12,65 74,92M
 ELET6 ELETROBRAS PNB 33,01 -3,70 +17,18 46,14M
 TIMP3 TIM PART S/AON 11,90 -3,57 +1,74 36,21M
 B3SA3 B3 ON 30,34 -3,53 +13,83 239,27M
 GOLL4 GOL PN N2 21,93 -3,52 -12,63 47,09M

As maiores altas dentre as ações que compõem o Ibovespa são:

Cód. Ativo Cot R$ % Dia % Ano Vol1
 KLBN11 KLABIN S/A UNT N2 16,50 +3,19 +4,01 80,16M
 BRFS3 BRF SA ON 28,35 +2,42 +29,28 254,17M
 MRVE3 MRV ON 13,98 +1,97 +13,11 42,43M
 BTOW3 B2W DIGITAL ON 35,99 +1,15 -14,35 62,38M
 BRKM5 BRASKEM PNA 48,94 +0,58 +3,29 70,30M
* - Lote de mil ações
1 - Em reais (K - Mil | M - Milhão | B - Bilhão)

 

 

Contato