Em mercados / acoes-e-indices

Tombo das ações da Petrobras na sexta leva a boas oportunidades em opções

Confira essas oportunidades no programa "A Hora das Opções", apresentado pelo gestor de investimentos Luiz Fernando Roxo

SÃO PAULO - A Petrobras (PETR3;PETR4) teve uma sexta-feira para se esquecer na Bolsa, com os papéis chegando a registrar queda de 8,5% após ter o reajuste do diesel barrado por Jair Bolsonaro, o que foi um sinal bastante ruim sobre o governo e aumentou bastante os temores sobre a intervenção na empresa.

Já nesta segunda, os papéis avançavam durante boa parte da sessão com o mercado à espera da reunião entre o ministro da Economia Paulo Guedes e o presidente Jair Bolsonaro.

Tais movimentos levam a uma boa oportunidade no mercado de opções, conforme destaca o gestor de investimentos, Luiz Fernando Roxo, no programa "A Hora das Opções". 

Roxo ressalta que seguirá com a estratégia de straddle (que tira proveito da volatilidade dos papéis em que se realiza a compra de uma call e de uma put) para os ativos da companhia. 

Entenda em 4 passos como funciona o mercado de opções:

1) O que é uma opção?
A opção é um derivativo negociado na Bolsa de Valores. E como qualquer derivativo, seu preço "deriva" da oscilação do ativo ao qual ela se lastreia - no caso de uma opção de ação, o contrato varia de acordo com as oscilações desta ação na Bovespa.

Quem compra uma opção está adquirindo o "direito" de comprar ou vender alguma ação; já quem vende a opção tem a obrigação de atender a exigência daquele que comprou o contrato.

Ou seja: se você vendeu uma opção de compra e essa opção for exercida, você terá que vender essa ação ao detentor da opção pelo preço estabelecido; se você vendeu uma opção de venda e ela for exercida, você terá que comprar esta ação ao preço estabelecido.

2) O que é uma opção de compra? E uma opção de venda?
Existem dois tipos de opções: de compra (call) e de venda (put). Quando um investidor compra uma "call", ele está adquirindo o direito de comprar uma determinada ação a um preço já estabelecido (que é preço de exercício, ou "strike") até um dia de vencimento já firmado. 

Para o investidor que compra uma "put", ele está adquirindo o direito de vender uma ação até um dia determinado a um valor já estabelecido. 

3) O que significam as letras e números de uma opção?
Tanto para "call" como para uma "put", todas as informações sobre o ativo, o preço de exercício e o vencimento já estão explícitos no contrato. As 4 primeiras letras denominam qual ação é o alvo da opção; a 5ª letra define se é uma opção de compra ou de venda e qual o vencimento da mesma; já os números definem qual o preço estabelecido para exercer este direito.

Pegando por exemplo a "PETRJ9", citada acima:
- PETR: a opção refere-se à ação da Petrobras
- J: é uma opção de compra com vencimento em outubro 
- 9: define o preço de exercício da opção (obs: nem sempre o número explícito no contrato é exatamente o "strike" exato de uma opção: no exemplo citado, o preço de exercício é R$ 15,00).

4) Quando vence uma opção?
As opções de ações vencem toda 3ª segunda-feira do mês. Em meses em que há um feriado na 3ª segunda-feira, o vencimento é antecipado para a 2ª segunda-feira.

Invista em opções com taxa ZERO para corretagem de ações: abra uma conta gratuita na Clear!

 

Contato