Em mercados / acoes-e-indices

Exterior ofusca política e Ibovespa sobe 1,76% após cinco sessões de queda; dólar avança

Índice chegou a zerar os ganhos após Paulo Guedes cancelar sua ida à CCJ, mas ganhou força durante a tarde com o ambiente mais ameno no exterior

Ações
(Shutterstock)

SÃO PAULO - Após um breve susto na manhã desta terça-feira (26) com a notícia de que o ministro da Economia, Paulo Guedes, não iria mais à audiência na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara para defender a reforma da Previdência, o Ibovespa conseguiu virar para alta e fechar com ganhos expressivos.

Neste cenário, o benchmark da bolsa brasileira fechou com ganhos de 1,76% - encerrando uma sequência de cinco quedas -, aos 95.306 pontos, após chegar a 95.524 pontos na máxima do dia, acompanhando o dia de alívio no exterior e alta das bolsas norte-americanas. O volume financeiro ficou em R$ 15,263 bilhões. 

Enquanto isso, o dólar comercial, que ganhou forças com o cancelamento de Guedes, subiu 0,24%, cotado a R$ 3,8666 na venda, ao passo que o dólar futuro com vencimento em abril teve alta de 0,57%, a R$ 3,874.

Já os contratos de juros futuro subiram forte. O DI com vencimento em janeiro de 2021 teve alta de 8 pontos-base, a 7,11%, enquanto o juro futuro para janeiro de 2023 subiu 6 pontos, para 8,25%.

Apesar da desistência pela manhã, em reunião da CCJ durante a tarde, os líderes dos dos partidos fecharam acordo para que o ministro vá à comissão na próxima quarta-feira (3). Se o acordo não for cumprido, a ida de Guedes deve ser dar por meio de convocação.

A decisão do ministro de não ir hoje à reunião ocorreu após ele ter sido alertado por aliados do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), de que haveria um esvaziamento da comissão. A preocupação era ficar muito exposto, sendo sabatinado apenas por integrantes da oposição. Líderes de partidos independentes a Bolsonaro que estão descontentes com o governo articulavam um boicote ao debate com o ministro. 

"Guedes não ir expõe a fragilidade política do governo. Ele seria atacado pela oposição e, um governo que não faz política não tem quem o defenda no Congresso. Guedes não ir é redução de danos por um lado, mas por outro expõe a inexistência de base", destaca a equipe de análise da XP Política.  

O Ministério da Economia alegou que ida de Paulo Guedes à CCJ "será mais produtiva a partir da definição do relator" e que "equipe técnica e jurídica" está à disposição para representá-lo.

Os papéis ligados a commodities seguiram com forte desempenho e sustentaram os ganhos do índice. Com o petróleo subindo cerca de 2%, a Petrobras avançou mais de 4%, enquanto Vale e siderúrgicas registraram ganhos superiores a 1%.

As maiores altas, dentre as ações que compõem o índice Bovespa, foram:

 Cód. Ativo Cot R$ % Dia % Ano Vol1
 NATU3 NATURA ON 44,00 +9,73 -1,68 246,35M
 CSNA3 SID NACIONALON 15,84 +6,31 +79,19 197,52M
 PETR4 PETROBRAS PN N2 28,63 +4,72 +26,23 2,52B
 JBSS3 JBS ON 15,12 +4,71 +30,46 142,80M
 ELET3 ELETROBRAS ON 36,11 +4,36 +49,03 208,01M

As maiores baixas, dentre os papéis que compõem o índice Bovespa, foram:

 Cód. Ativo Cot R$ % Dia % Ano Vol1
 IGTA3 IGUATEMI ON 39,11 -1,24 -5,50 64,93M
 KROT3 KROTON ON 11,10 -0,98 +25,14 92,53M
 UGPA3 ULTRAPAR ON 48,30 -0,84 -8,00 451,46M
 BBSE3 BBSEGURIDADEON 26,24 -0,83 -2,59 90,93M
 HYPE3 HYPERA ON 25,59 -0,74 -15,26 72,09M

As ações mais negociadas, dentre as que compõem o índice Bovespa, foram:

 Código Ativo Cot R$ Var % Vol1 Vol 30d1 Neg 
 PETR4 PETROBRAS PN N2 28,63 +4,72 2,52B 1,75B 74.418 
 VALE3 VALE ON 50,28 +1,47 671,75M 1,02B 36.636 
 BBDC4 BRADESCO PN 41,62 +0,65 594,00M 666,90M 32.291 
 BBAS3 BRASIL ON 49,12 +2,35 569,17M 544,07M 28.376 
 ABEV3 AMBEV S/A ON 16,99 +2,85 516,11M 409,68M 37.919 
 ITUB4 ITAUUNIBANCOPN 33,95 +1,04 512,00M 662,12M 32.026 
 UGPA3 ULTRAPAR ON 48,30 -0,84 451,46M 146,85M 11.908 
 PETR3 PETROBRAS ON N2 31,93 +4,18 431,23M 386,35M 20.003 
 SUZB3 SUZANO PAPELON 46,60 -0,06 366,53M n/d 23.202 
 ITSA4 ITAUSA PN 12,03 +0,59 352,23M 266,03M 39.921 

* - Lote de mil ações
1 - Em reais (K - Mil | M - Milhão | B - Bilhão)
IBOVESPA

Dia de alta no exterior

Lá fora, o dia também foi de ganhos, com os índices americanos como Dow Jones, S&P500 e Nasdaq subindo cerca de 0,5%, enquanto os rendimentos dos treasuries sobem com sinal de refluxo após receio gerado pela inversão de uma parte da curva de juros.

Na véspera,  o yield dos títulos do tesouro de curto prazo (3 meses) ficou acima do yield da treasury de longo prazo (10 anos), algo que não acontecia desde 2007 e visto como um alerta de recessão, o que foi contestado por muitos do mercado.

Hoje, o Goldman Sachs se juntou ao coro minimizando a ameaça da curva invertida. Na véspera, a ex-chairwoman do Federal Reserve, Janet Yellen, afirmou acreditar que a inversão da curva de juros nos Treasuries dos EUA pode sinalizar possível necessidade de corte na Fed Funds Rate, e não desaceleração econômica prolongada. 

(Com Agência Estado, Agência Brasil e Bloomberg)

Seja sócio das maiores empresas da bolsa com TAXA ZERO de corretagem: abra uma conta na Clear

 

Contato