Em mercados / acoes-e-indices

Como a prisão de Michel Temer afeta seus investimentos? Especialistas respondem

InfoMoney realiza transmissão com Betina Roxo (analista de Bolsa) e Daniel Cunha (estrategista-chefe), da XP Investimentos. Acompanhe

SÃO PAULO - A prisão preventiva do ex-presidente Michel Temer (MDB), nesta quinta-feira (21), sacudiu o mundo político e pegou o mercado de surpresa no momento em que se discutia o projeto de reforma da previdência para os militares e as dificuldades enfrentadas pelo governo Jair Bolsonaro (PSL) na articulação com os parlamentares.

Não que as investigações em curso contra o emedebista não indicassem tal possibilidade em um horizonte próximo. Mas o timing trouxe impactos até mesmo sobre as expectativas para a agenda de reformas econômicas no Congresso Nacional. De um lado, há quem veja um maior nível de tensão entre a "velha" e a "nova" política e um risco para o calendário da PEC (Proposta de Emenda à Constituição).

Do outro, há um entendimento de que o alarmismo atual, apesar das turbulências, não deve alterar as perspectivas para a reforma no parlamento a médio prazo, tese que ajudou a mitigar as perdas do Ibovespa após declarações do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), o principal porta-voz da reforma na casa legislativa.

Ainda assim, em meio ao crescimento do nível de incertezas, o Ibovespa encerrou o dia com queda de 1,34%, a 96.729 pontos, voltando a patamares de duas semanas atrás. O dólar comercial saltou 0,90%, cotado a R$ 3,8001 na venda. Já os contratos futuros de DI com vencimento em janeiro de 2023 encerraram o dia em alta de 5 pontos-base, a 7,96%.

Mas o que esperar para os próximos dias? Como o ambiente de tensão política pode afetar os seus investimentos? E como se proteger em meio às incertezas?

Quer investir melhor o seu dinheiro? Clique aqui e abra a sua conta na XP Investimentos

Para responder a essas e outras perguntas, a InfoMoneyTV recebeu dois especialistas da XP Investimentos. São eles: Betina Roxo, analista de Bolsa; e Daniel Cunha, estrategista-chefe.

Você pode assistir a entrevista completa no vídeo acima ou no Spotify, clicando aqui. É possível também fazer o download do programa e escutar offline, através do player abaixo:

 

Contato