Em mercados / acoes-e-indices

ETF brasileiro EWZ e índice de ADRs amenizam a alta após rompimento de barragem da Vale

Índice Brazil Titans 20, que chegou a subir mais de 1% na máxima do dia, diminuiu a alta com pressão dos papéis da Vale

Revista InfoMoney | Ed. 53 - Após o pico, o vale
(Divulgação)

SÃO PAULO - Em um dia de Bolsa fechada por conta do feriado do Aniversário de São Paulo, esta sexta-feira (25) aponta para alta dos ADRs  (American Depositary Receipts) das empresas brasileiras negociadas em Nova York, na esteira da alta dos mercados internacionais. Porém, a notícia de rompimento de barragem da Vale em Minas Gerais acabou contribuindo para amenizar fortemente os ganhos dos índices brasileiros. 

O ETF (Exchange Traded Fund) EWZ, que representa os papéis com maior peso no Ibovespa, chegou a registrar ganhos de 1,7% nos primeiros minutos após a abertura, às 12h30, mesmo desempenho do índice Dow Jones Brazil Titans, que reúne os principais ADRs de empresas brasileiras. Contudo, por volta das 13h30, os ganhos foram amenizados e chegaram a apenas 0,5% com o peso dos papéis da Vale, que saíram de alta de 3% para queda de até 8% com a notícia de rompimento de barragem da mineradora em Brumadinho (MG) - confira mais clicando aqui. Às 14h22, o Brazil Titans 20 registrava alta de 0,40%, a 25.026 pontos, enquanto o EWZ tem alta de 0,50%.

No exterior, a sessão foi de fortes ganhos na Ásia e é de alta na Europa em meio ao avanço dos papéis do setor de tecnologia.  O bom humor prevalece apesar de dúvidas sobre a perspectiva econômica global, após indicadores econômicos fracos da China e da zona do euro, e dúvidas sobre a capacidade de Washington e Pequim de superar suas divergências comerciais.

Ontem, o Secretário de Comércio americano, Wilbur Ross, disse que EUA e China ainda estavam muito distantes de fechar um acordo comercial. Por outro lado, nesta sexta, o secretário do Tesouro Steven Mnuchin apontou estar confiante e que estão feitos grandes progressos nas negociações. Na próxima semana, o vice-primeiro-ministro chinês, Liu He, visita a capital americana para retomar o diálogo sobre comércio. 

Nos EUA, os principais índices como Dow Jones, S&P500 e Nasdaq registram ganhos entre 0,9% e 1,1%, também impulsionados pela notícia do Wall Street Journal de que o Federal Reserve pode terminar o seu programa de redução do balanço patrimonial antes do que o esperado pelo mercado. Isso animou o mercado, uma vez que o programa é visto com grande preocupação pelos investidores. 

No mercado de commodities, o petróleo registra ganhos, após notícias de que os EUA consideram impor sanções sobre petróleo da Venezuela como uma  resposta à crescente crise política no país, com embates entre partidários e opositores de Nicolás Maduro. Com isso, os ADRs da Petrobras registram alta de 2%.

Embraer, que assinou na véspera acordo para venda da área comercial à Boeing, sobe cerca de 1%. Já entre as maiores baixas, destaque para a Suzano. 

Confira o desempenho dos principais ADRs brasileiros na NYSE:

Empresa ADR Variação Preço
Petrobras PBR +1,87% US$ 15,81
Petrobras PBR.A +2,07% US$ 13,78
Vale VALE -8,04% US$ 13,66
Itaú Unibanco ITUB +1,32% US$ 9,98
Bradesco BBD +0,92% US$ 11,48
Embraer ERJ +0,87% US$ 20,68
Cemig CIG +0,79% US$ 3,85
Ambev ABEV +0,58% US$ 4,50
CSN SID +1,50% US$ 2,70
Santander BSBR +0,23% US$ 13,17
BRF BRFS +4,03% US$ 6,71
Ultrapar UGP +1,92% US$ 15,41
Sabesp SBS -0,22% US$ 11,
Pão de Açúcar CBD +0,68% US$ 25,20
Eletrobras EBR +0,19% US$ 9,01
Telefônica Brasil VIV +0,57% US$ 8,81
TIM TSU -0,30% US$ 16,49
Gerdau GGB +2,01% US$ 4,30
Suzano  SUZ -3,78% US$ 25,53

 

Assim, a sessão desta sexta não conta com as negociações na bolsa brasileira, mas aponta para um próximo pregão positivo após o Ibovespa atingir novas máximas na última quinta-feira, com o mercado também repercutindo as sinalizações do governo brasileiro dadas durante o Fórum Econômico Mundial de Davos. O governo apontou a agenda de reformas e teve o ministro da Economia Paulo Guedes como o defensor mais incisivo das medidas. Contudo, eles seguem de olho na viabilidade para a aprovação das propostas de reformas impopulares. Veja mais clicando aqui. 

Aproveite o cenário de oportunidades: abra uma conta de investimentos na XP - é de graça!

Mais informações em breve

 

Contato