Em mercados / acoes-e-indices

Embraer aprova parceria com Boeing, Gol decide revisar plano de fusão com Smiles e mais notícias

Confira os destaques corporativos desta segunda-feira (17)

Gol
(Shutterstock)

SÃO PAULO - No radar InfoMoney desta segunda-feira (17), Gol decide revisar formato do plano de fusão com Smiles, BNDES adia leilão da distribuidora da Eletrobras Ceal, Petrobras eleva preço do diesel para R$ 1,8115/litro e mais notícias.

Confira esses e mais destaques corporativos desta manhã:

Petrobras (PETR3; PETR4)

A ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) elevou em 1,8% os preços de comercialização de óleo diesel nos estados do Sul, Sudeste e Centro-Oeste, no período de 16 a 31 de dezembro.

Por conta disso, a Petrobras elevará o preço médio do diesel nas refinarias em 0,7%, para R$ 1,8115 por litro.

Também no radar da estatal, a companhia iniciou uma nova etapa de testes de produção no campo de Mero, no pré-sal da Bacia de Santos. O objetivo é coletar dados sobre o reservatório e aumentar o conhecimento do campo, de forma a viabilizar as etapas posteriores do projeto.

Eletrobras (ELET3; ELET6)

O leilão de privatização da Ceal, distribuidora da Eletrobras no Alagoas, que estava marcado para esta quarta-feira (19), foi adiado para o dia 28 de dezembro às 17h. Não foi informado o motivo da mudança.

B3 (B3SA3)

A B3 prevê despesas ajustadas, em 2019, de R$ 1,030 bilhão a R$ 1,080 bilhão. Já as despesas relacionadas a depreciação e amortização deverão ficar entre R$ 950 milhões e R$ 1 bilhão. De acordo com fato relevante divulgado pela companhia, as despesas atreladas ao faturamento deverão totalizar entre R$ 245 milhões e R$ 265 milhões no próximo ano e os investimentos estão previstos para ficarem entre R$ 250 milhões e R$ 280 milhões.

Para 2018, as despesas ajustadas foram reafirmadas entre R$ 960 milhões e R$ 1 bilhão, enquanto as despesas relacionadas a depreciação e amortização deverão ficar entre R$ 910 milhões e R$ 980 milhões. Em relação às despesas atreladas ao faturamento, o valor deve ficar entre R$ 200 e R$ 220 milhões e os investimentos, entre R$ 220 milhões e R$ 250 milhões.

Já as despesas relacionadas à combinação com a Cetip devem ficar entre R$ 45 milhões e R$ 65 milhões e os investimentos entre R$ 25 milhões e R$ 30 milhões. A partir de 2021, a B3 espera capturar R$ 110 milhões por ano em sinergias de despesas resultantes diretamente da combinação de negócios entre BM&FBovespa e Cetip. Nos anos de 2018 a 2020, espera-se capturar R$ 100 milhões por ano em sinergias.

Embraer (EMBR3)

A Embraer e a norte-americana Boeing aprovaram nesta segunda-feira (17) a parceria entre as empresas. De acordo com os termos aprovados, a Boeing deterá 80% de participação na joint venture pelo valor de US$ 4,2 bilhões, enquanto a Embraer ficará com 20%.

A expectativa é de que a parceria não tenha impacto no lucro por ação da Boeing em 2020, passando a ter impacto positivo nos anos seguintes. Segundo a companhia, a JV deve gerar sinergias anuais de cerca de US$ 150 milhões - antes de impostos - até o terceiro ano da operação.

Agora, a parceria está sujeita à aprovação do governo brasileiro. Depois disso, será submetida à aprovação dos acionistas, das autoridades regulatórias, assim como outras condições pertinentes à conclusão de uma transação deste tipo.

Gol (GOLL4)

A B3 decidiu não permitir a migração da Gol para o Novo Mercado. Por conta disso, a companhia está avaliando “opções adicionais disponíveis para a implementação da potencial incorporação da Smiles Fidelidade”.

Além disso, essa revisão do formato do plano de fusão com a Smiles, deve-se à decisão do governo (MP 863) que autoriza as companhias aéreas brasileiras a terem 100% de capital estrangeiro.

De acordo com a Gol, o novo cenário do setor aéreo brasileiro “potencializa a criação de valor aos acionistas da companhia”. A Gol confirma, porém, a intenção de seguir com os procedimentos visando a incorporação da Smiles.

CSN (CSNA3)

A Companhia Siderúrgica Nacional informou em fato relevante que está projetando um Ebitda (Lucros Antes de Juros, Impostos, Depreciação e Amortização, na sigla em inglês) ajustado de aproximadamente R$ 7 bilhões para 2019.

Equatorial (EQTL3)

A Equatorial Energia informou em comunicado ao mercado que obteve a licença de instalação para seus projetos de linha de transmissão dos lotes 14, 15 e 16. Esses lotes compõem o Bloco 3, com receita anual permitida de R$ 410 milhões e Capex de R$ 2 bilhões.

Proventos

Embraer (EMBR3): A Conselho da companhia aprovou o pagamento de dividendos intermediários no valor de R$ 0,01 por ação ordinária e R$ 0,04 por ADRs. Para receber os dividendos das ações ordinárias, o acionista deve manter o papel até o fechamento do pregão do dia 26 de dezembro (data “com”), uma vez que elas serão negociadas “ex-dividendos” a partir do dia 27.

B3 (B3SA3): a companhia pagará juros sobre capital próprio no valor bruto de R$ 0,20694628/ação. Os papéis serão negociados ex-dividendos no dia 26 de dezembro.

Seja sócio das maiores ações da bolsa: invista na Clear com corretagem ZERO

Com Agência Estado

 

Contato