Em mercados / acoes-e-indices

Bradesco lucra R$ 5,47 bi e lucro da Lojas Americanas salta 166%; Petrobras vende ativo na África e mais notícias

Confira os destaques corporativos desta quinta-feira (1)

agência do Bradesco
(Divulgação)

SÃO PAULO - Os preços do petróleo caem nesta quinta-feira (1) em meio a sinais de aumento da oferta e preocupações crescentes de que a demanda enfraqueça na perspectiva de uma desaceleração econômica global. A notícia, assim como o acordo de participação de venda da joint-venture holandesa da Petrobras podem impactar as ações da companhia (PETR3;PETR4).

No radar, Bradesco registra lucro recorrente superior a R$ 5 bilhões no terceiro trimestre, Lojas Americanas tem receita líquida abaixo das expectativas do mercado e mais balanços.

Confira os destaques corporativos desta quinta-feira (1):

Petrobras (PETR3;PETR4)

A Petrobras assinou ontem um acordo para a venda de sua participação de 50% na joint-venture holandesa Petrobras Oil & Gas, que detém ativos na Nigéria, por um valor de US$ 1,53 bilhão. A participação foi vendida para a Petrovida Holding e os outros 50% do ativo pertencem ao BTG Pactual E&P, que manterá sua posição.

De acordo com a estatal, a transação envolverá um pagamento à vista de US$ 1,407 bilhão, sujeito a ajustes até o fechamento da operação, e um pagamento futuro de até US$ 123 milhões, a ser efetuado assim que o processo de redeterminação do campo de Agbami for implementado.

Vale destacar ainda que o Senado brasileiro encerrou a sessão de votações na Casa sem apreciar o requerimento de urgência do projeto de lei da cessão onerosa. A votação deve ser retomada na próxima terça-feira (6). Se o requerimento for aprovado, o projeto de lei, por sua vez, pode ser votado na quarta-feira (7).

Mas, de acordo com o líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), o requerimento só será analisado após a votação de um projeto de lei que traz uma proposta de acordo para o imbróglio bilionário do risco hidrológico (a diferença entre a energia contratada de hidrelétricas e o total entregue em períodos de escassez de chuvas).

Segundo o Itaú BBA, embora as notícias sejam ligeiramente negativas, o processo já sofreu muitos atrasos nos últimos anos e os representantes do governo ainda estão tentando aprovar o projeto.

Lojas Renner (LREN3)

A companhia anunciou em fato relevante nesta manhã, o início do processo de transição em sua diretoria, em que Fabio Adegas Faccio, atual Diretor de Produto, será o sucessor de José Galló, atual Diretor Presidente, a partir de 18 de abril de 2019.

Bradesco (BBDC4)

O Bradesco registrou um lucro líquido recorrente de R$ 5,471 bilhões no terceiro trimestre deste ano, alta de 13,7% em relação ao mesmo período do ano anterior. O lucro ficou 3,8% acima das expectativas do mercado.

O banco registrou queda na inadimplência no trimestre, com a taxa de operações com atraso superior a 90 dias de 3,63% no fim de setembro. A rentabilidade do banco (ROE, na sigla em inglês) foi a 19% no terceiro trimestre, elevação de 0,6 ponto percentual em comparação ao trimestre anterior.

No terceiro trimestre, o destaque de crescimento foi o segmento de pessoas físicas. A carteira de indivíduos registrou saldo de R$ 186,159 bilhões, 1,8% superior aos três meses anteriores. Na pessoa jurídica, o saldo foi de R$ 337,272, alta de 1,3%.

Lojas Americanas (LAME4)

A empresa Lojas Americanas apresentou uma receita líquida de R$ 3,9 bilhões no terceiro trimestre, um aumento de 6,2% em relação ao mesmo período do ano anterior, mas abaixo das expectativas do mercado. O lucro líquido foi de R$ 61,4 milhões, alta de 166% na base de comparação anual, enquanto o Ebitda (Lucros Antes de Juros, Impostos, Depreciação e Amortização, na sigla em inglês) ajustado ficou em R$ 630,5 milhões, com margem de 16%.

B2W (BTOW3)

A B2W Digital apurou no terceiro trimestre um aumento de 20% no prejuízo (atribuído aos sócios e controladores), em comparação com o mesmo período de 2017, para R$ 105,8 milhões.

A receita líquida subiu 1,1% no período, para R$ 1,55 bilhão. As despesas operacionais subiram 27%, para R$ 413,2 milhões. O Ebitda ajustado ficou em R$ 116,6 milhões, crescimento de 10,8%, enquanto a margem Ebitda ajustada foi de 7,5% no trimestre.

Na opinião da equipe de research da XP Investimentos, a B2W está bem posicionada para se beneficiar do aumento do mercado de e-commerce, enquanto ainda veem “um potencial de aumento de geração de caixa em iniciativas inovadoras”.

Gol (GOLL4)

No terceiro trimestre, a Gol apurou uma receita operacional líquida de R$ 2,9 bilhões, alta de 8,3% em comparação com o mesmo período do ano anterior. O Ebitda recuou 23,2% em relação ao mesmo trimestre de 2017, para R$ 354,7. A margem Ebitda, por sua vez, ficou em 12,3%.

Banco Inter (BIDI4)

O Banco Inter registrou um lucro líquido de R$ 19,1 milhões no terceiro trimestre, um aumento de 83% na comparação anual. O banco atingiu a marca de 1 milhão de contas digitais, número 3,9 vezes maior que o apresentado no mesmo trimestre de 2017.

A empresa destaca que com 85 mil clientes investidores, o custo de captação chegou a 83,8% do CDI, apresentando uma redução de 12,1 p.p.

Cia Hering (HGTX3)

A Hering apresentou um lucro líquido de R$ 52,4 milhões no trimestre, praticamente estável em relação ao mesmo período do ano anterior. A receita líquida aumentou 2,8%, atingindo R$ 385,5 milhões. O Ebitda da varejista ficou em R$ 67,37 milhões, aumento de 5,36%, e margem de 17,5%.

SulAmérica (SULA11)

A SulAmérica registrou alta de 55% no lucro líquido no terceiro trimestre em relação ao mesmo período de 2017, totalizando R$ 234,6 milhões. As receitas operacionais também subiram (10,8%), atingindo R$ 5,3 bilhões.

No período, houve um crescimento das receitas em 7,1%, redução da sinistralidade em 4,7 p.p., para 58,2%, e aumento de 8% na frota segurada em comparação com o mesmo trimestre do ano anterior.

O destaque foi o aumento da carteira de planos coletivos de saúde e odonto, que subiu 12,7% em número de vidas, para 3,2 milhões de segurados. Nos últimos 12 meses, o Retorno Sobre Patrimînio Líquido (ROE, em inglês) médio é de 16%.

Engie Brasil (EGIE3)

O lucro líquido da Engie Brasil Energia foi de R$ 475,4 milhões no terceiro trimestre, valor 32,8% acima do alcançado no terceiro trimestre de 2017. O Ebitda alcançou R$ 1,02 bilhão, um aumento de 43,5%, enquanto a margem foi de 41%, apresentando queda de 2 p.p.

A receita operacional líquida alcançou R$ 2,48 bilhões no período, incremento de 50,4% em comparação com o montante alcançado no mesmo período do ano anterior.

IRB Brasil (IRBR3)

A IRB apresentou um lucro líquido de R$ 305 milhões de junho a setembro, alta de 38% em comparação com o mesmo período de 2017. O retorno sobre o patrimônio líquido médio no trimestre foi de 33%.

A companhia registrou uma expansão de 16,6% no prêmio emitido no trimestre, totalizando R$ 1,95 bilhão, sendo R$ 1,2 bilhão emitido no Brasil e R$ 772 milhões emitidos no exterior.

Copasa (CSMG3)

A Copasa teve uma receita líquida praticamente estável no terceiro trimestre, de R$ 1,03 bilhão. O lucro líquido da companhia ficou em R$ 126 milhões, uma queda de 15,7% em relação ao mesmo período do ano anterior. O Ebitda também caiu, 9,2%, para R$ 347 milhões.

Energias do Brasil (ENBR3)

A Energias apurou um lucro líquido de R$ 306,9 milhões no terceiro trimestre, crescimento de 119,1% em relação ao mesmo período do ano anterior. A margem bruta ficou em R$ 993,6 milhões (aumento de 15,1%). O Ebitda ajustado de junho a setembro, por sua vez, foi de R$ 606,382 milhões, alta de 12,1%.

Proteja-se das instabilidades: invista na XP com taxa ZERO para abertura e manutenção de conta!

 

Contato