Em mercados / acoes-e-indices

Ibovespa salta quase 3% e dólar cai com Bolsonaro liderando pesquisas e euforia nos EUA

Índice fechou na máxima do dia, puxando não só pelo cenário político, mas também pelo dia de forte valorização em Wall Street

Analistas

SÃO PAULO - O clima otimista nas bolsas dos Estados Unidos e a manutenção da liderança - com larga distância - de Jair Bolsonaro (PSL) nas pesquisas de segundo turno contribuíram para um pregão de forte alta do Ibovespa nesta terça-feira (16). Levantamento do Ibope aponta que o candidato está 18 pontos percentuais à frente de Fernando Haddad (PT).

O benchmark da bolsa brasileira fechou com ganhos de 2,83%, aos 85.717 pontos, na máxima do dia. O volume financeiro da bolsa atingiu R$ 14,308 bilhões. O dólar comercial, por sua vez, não seguiu a euforia do mercado, mas teve queda de 0,37%, cotado a R$ 3,7203 na venda, longe da mínima, quando chegou a R$ 3,6963.

Os juros futuros também seguiram sua forte queda dos últimos dias, praticamente tirando qualquer chance de uma alta da Selic na reunião de 31 de outubro. O contrato com vencimento em janeiro de 2019 caiu 1 ponto-base, para 6,50%, enquanto o DI para janeiro de 2021 afundou 11 pontos, a 8,45%. O juro futuro de janeiro de 2023, por sua vez, caiu 22 pontos, a 9,64%.

"Na visão da nossa área política, o quadro permite que Bolsonaro possa vencer mesmo sem participar de debates, e que mantenha a estratégia em curso de reforçar o antipetismo uma vez remediado o crescimento de Haddad no Nordeste", avalia a equipe da XP Política.

No exterior, ainda permanecem as tensões entre Arábia Saudita e o Ocidente após o sumiço de um jornalista, mas o clima de cautela deu lugar ao otimismo com os resultados de empresas norte-americanas no terceiro trimestre com uma remessa de balanços. Com isso, os três principais índices dos EUA fecharam com ganhos de mais de 2%, com o Nasdaq saltando quase 3%.

Apesar da euforia, o dia foi marcado por novas reclamações do presidente Donald Trump contra o Federal Reserve. "Minha maior ameaça é o Fed", disse o republicano em entrevista à Fox Business News. "Eu coloquei algumas outras pessoas lá com quem não estou muito feliz também, mas para a maior parte estou muito feliz com as pessoas", afirmou mostrando também seu descontentamento com o chair do Fed, Jerome Powell.

Pesquisa Ibope e noticiário político

Seguindo o que tem mostrado as primeiras pesquisas eleitorais se segundo turno, o Ibope divulgado nesta segunda-feira (15) mostrou Jair Bolsonaro (PSL) com uma boa vantagem sobre Fernando Haddad (PT), com 18 pontos percentuais à frente. O candidato do PSL ficou com 59% dos votos válidos, enquanto o petista aparece com 41% das intenções. Veja aqui a pesquisa completa. 

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral), determinou ontem que o Facebook retire da página pessoal de 38 usuários um vídeo que contém informações falsas sobre Manuela D'Ávila (PCdoB), candidata à vice-Presidência na chapa do petista Fernando Haddad. Com a decisão, a empresa terá 24 horas, após ser notificada, para remover o conteúdo.

Ainda sobre o petista, sua campanha deve incorporar a ideia de uma guarda nacional proposta por Geraldo Alckmin (PSDB) e adotar como prioridades em seu programa o controle da entrada de armas e drogas nas fronteiras e a efetivação do Fundo Nacional da Segurança Pública, com recursos federais. Segundo informações da Folha de S. Paulo, as três propostas foram adicionadas ao programa petista a pedido dos governadores do Nordeste, com quem o candidato se reuniu na semana passada.

A hora de investir na Bolsa é agora: abra sua conta na Clear com taxa ZERO de corretagem!

Enquanto isso, com o clima de "já ganhou", grupos aliados de Jair Bolsonaro (PSL) estão se enfrentando pela indicação de nomes de seus ministérios, criando atritos no entorno do presidenciável a menos de duas semanas do segundo turno da eleição, informa a Folha de S.Paulo. 

No âmbito econômico, o nome do guru Paulo Guedes segue firme e forte e sua equipe trabalha para definir alguns pontos ainda em aberto na agenda econômica, segundo pessoas próximas que falaram à Folha na condição de anonimato. 

Destaques da Bolsa

Os papéis da Petrobras (PETR4) subiram de olho na política e apesar da leve queda dos preços do petróleo, assim como outras estatais também registraram ganhos, caso de Eletrobras (ELET3) e Banco do Brasil (BBAS3).

A Cemig (CMIG4), que também tem um rali de olho nas eleições estaduais e com a surpresa Romeu Zema (Novo) na dianteira para assumir o governo de Minas, seguiu em alta nesta sessão. 

Ainda no radar, a BRF (BRFS3) afastou 43 funcionários citados na Operação Trapaça da Polícia Federal. Enquanto isso, após a queda de quase 40% na véspera, a Smiles (SMLS3) registrou forte alta.

As maiores altas, dentre as ações que compõem o Índice Bovespa, foram:

 Cód. Ativo Cot R$ % Dia % Ano Vol1
 GOLL4 GOL PN N2 16,15 +14,62 +10,62 198,25M
 CSNA3 SID NACIONALON 10,13 +8,46 +20,88 132,31M
 SMLS3 SMILES ON 34,30 +8,20 -52,44 162,83M
 CVCB3 CVC BRASIL ON 53,31 +7,11 +11,58 72,99M
 MGLU3 MAGAZ LUIZA ON 159,20 +6,13 +99,00 330,89M

As maiores baixas, dentre os papéis que compõem o Índice Bovespa, foram:

 Cód. Ativo Cot R$ % Dia % Ano Vol1
 HYPE3 HYPERA ON 29,87 -1,97 -13,12 62,79M
 KROT3 KROTON ON 10,56 -1,31 -41,01 87,18M
 ESTC3 ESTACIO PARTON 21,16 -0,75 -34,93 98,84M
 RADL3 RAIADROGASILON 67,01 -0,71 -26,53 140,15M
 SUZB3 SUZANO PAPELON 40,75 -0,61 +119,08 206,51M

As ações mais negociadas, dentre as que compõem o índice Bovespa, foram:

 Código Ativo Cot R$ Var % Vol1 Vol 30d1 Neg 
 PETR4 PETROBRAS PN N2 26,73 +3,73 1,95B 1,97B 68.588 
 VALE3 VALE ON 57,70 +0,05 913,90M 968,84M 38.988 
 ITUB4 ITAUUNIBANCOPN 49,97 +4,00 756,48M 733,45M 35.125 
 BBAS3 BRASIL ON 39,37 +4,37 696,86M 605,34M 37.953 
 BBDC4 BRADESCO PN 33,63 +4,77 627,68M 498,31M 27.916 
 MGLU3 MAGAZ LUIZA ON 159,20 +6,13 330,89M 192,93M 9.478 
 ITSA4 ITAUSA PN 11,27 +4,16 284,59M 295,62M 36.571 
 PETR3 PETROBRAS ON N2 29,80 +3,65 261,58M 325,42M 16.726 
 B3SA3 B3 ON 25,00 +3,69 239,61M 260,79M 27.050 
 ABEV3 AMBEV S/A ON 17,41 +2,84 237,77M 268,62M 22.483 

* - Lote de mil ações
1 - Em reais (K - Mil | M - Milhão | B - Bilhão)
IBOVESPA

Bolsas mundiais

As bolsas asiáticas encerraram sem direção definida seguindo a queda dos mercados globais no pregão da véspera. O desaparecimento do proeminente jornalista saudita Jamal Khashoggi também permanece em foco, com alguns investidores preocupados com o impacto potencial que as consequências poderiam ter sobre os preços do petróleo. Segundo a CNN, a Arábia Saudita estaria se preparando para admitir que Khashoggi foi morto.

Os Estados Unidos consideram alguma sanção contra o país, que iniciou uma investigação interna sobre o desaparecimento do jornalista, a pedido do rei da Arábia Saudita, Salman. As bolsas europeias também operam sem direção definida em meio às crescentes tensões entre a Arábia Saudita e o Ocidente.

O preço do petróleo recuou apesar das sinalizações de que as exportações do petróleo iraniano estão em queda em outubro. As exportações do país alcançaram 1,33 milhões de barris/dia de petróleo bruto nas duas primeiras semanas de outubro, de acordo com dados da Refinitiv Eikon. 

O desaparecimento do jornalista também provocou protestos internacionais contra a alta cúpula da Opep (Organização dos Países Exportadores de Petróleo), sacudindo os mercados financeiros.

A hora de investir na Bolsa é agora: abra sua conta na Clear com taxa ZERO de corretagem!

 

Contato