Em mercados / acoes-e-indices

Coletiva da Petrobras, ampliação de negócios da Kroton, recomendações e outras notícias

Confira os destaques corporativos desta segunda-feira

Plataforma de petróleo
(Divulgação)

SÃO PAULO - O mercado aguarda a coletiva de imprensa da cúpula da Petrobras e fica de olho nas recomendações do Credit Suisse, que passou a cobrir o setor de saneamento e avalia que as ações negociam a um múltiplo "bastante descontado" em relação aos papéis de eletricidade.

Confira os destaques corporativos desta segunda-feira (10):

Petrobras (PETR3; PETR4)

Em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, a diretora de exploração e produção da Petrobras, Solange Guedes disse que "o pior já passou" sobre a crise no setor. Vale destacar que o presidente da Petrobras, Ivan Monteiro, e os diretores da estatal concedem entrevista coletiva em São Paulo, às 10h30. 

Gol (GOLL4)

A Gol teve aumento de 0,1% na demanda total em agosto ante o mesmo período do ano passado e a taxa de ocupação consolidada atingiu 76,9%. A oferta total aumentou em 1,7% devido à redução das decolagens em 1,3% e do aumento de 3% no total de assentos.

Nos voos domésticos, a Gol ampliou a sua oferta de assentos em 2,7%, acima da demanda de 1,8% para o mesmo período. A taxa de ocupação doméstica da Gol diminuiu para 78%, uma redução de 0,8 ponto percentual em relação a agosto de 2017. O volume de decolagens reduziu 0,7% e o total de assentos aumentou 3,6% na comparação com agosto do ano passado. 

Kroton (KROT3)

A Kroton deve anunciar este mês compra de duas novas escolas de ensino básico, segundo informações do jornal O Estado de S. Paulo. Os negócios, ainda mantidos sob sigilo, já estão praticamente concluídos e devem marcar a entrada da companhia em uma nova região. 

A empresa se prepara ainda para os passos finais da aquisição da Somos, que pode ser concluída em outubro. A transação foi aprovada pela Superintendência Geral do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) e aguarda o prazo para eventual avocação, ou seja, o período de 15 dias em que pode ser solicitada a revisão da decisão pelo Tribunal do Cade.

Embraer (EMBR3)

Um juiz determinou que o presidente Michel Temer deve ouvir um conselho de representantes militares e políticos para analisar o acordo da fabricante de aviões Embraer com a Boeing, segundo o jornal Valor Econômico.

O presidente mundial da Boeing, Dennis Muilenburg,, acredita que a aquisição da unidade de jatos comerciais da Embraer será aprovada pelo atual governo do Brasil, este ano, ou pelo próximo presidente da República, a partir de 2019, conforme entrevista à revista Veja desta semana.

BB Seguridade (BBSE3)

BB Seguridade teve cobertura iniciada como "outperform" (acima de média do mercado, o equivalente a compra) pelo Safra, com preço-alvo de R$ 30.

Aliansce (ALSC3)

A Aliansce também foi iniciada como "outperform" (acima de média do mercado, o equivalente a compra) pelo Safra.

J&F

Além de levar à arbitragem o conflito com a J&F Investimentos, controladora da JBS (JBSS3), em torno da Eldorado Brasil, a Paper Excellence seguirá brigando na Justiça para fechar a aquisição do controle da produtora de celulose de Três Lagoas (MS), apurou o jornal Valor Econômico. Ao mesmo tempo, a empresa do indonésio Jackson Wijaya indicou a interlocutores que estaria aberta a um acordo. 

Copasa (CSMG3)

O Credit Suisse iniciou a cobertura da Copasa com recomendação "outperform" (acima de média do mercado, o equivalente a compra) e preço-alvo de R$ 49. 

Sabesp (SBSP3)

O Credit Suisse iniciou a cobertura da Sabesp com recomendação neutra e preço-alvo de R$ 28,50. 

Sanepar (SAPR4)

O Credit Suisse iniciou a cobertura da Sanepar com recomendação neutra e preço-alvo de R$ 49. 

Quer proteger seus investimentos das incertezas das eleições? Clique aqui e abra sua conta na XP Investimentos

Contato