Em mercados / acoes-e-indices

Os 5 assuntos que vão agitar os mercados nesta quinta-feira

Confira o que ficar de olho no pregão pré-feriado nacional 

Haddad, Alckmin e Bolsonaro
(Reprodução)

SÃO PAULO - Em pregão pré-feriado, o mercado doméstico deve repercutir a pesquisa Ibope, primeiro levantamento do instituto realizado após o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) indeferir o pedido de registro de candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). A pesquisa mostrou que o deputado Jair Bolsonaro (PSL) mantém a liderança da corrida presidencial com 22% das intenções de voto. Ainda no radar dos investidores está o mau humor global em relação às economias emergentes. 

Veja no que ficar de olho nesta quinta-feira (6):

1. Bolsas mundiais

As bolsas asiáticas encerraram em queda em nova sessão de preocupação com os mercados emergentes seguindo as baixas em Wall Street um dia antes com as vendas generalizadas de ações de empresas de tecnologia. Na Europa, as bolsas se recuperam parcialmente das perdas da véspera, também de olho nos emergentes. 

Os índices futuros dos Estados Unidos operam em alta, mas persistem no radar as preocupações com as relações comerciais com o Canadá e a China, enquanto a temporada de balanços por lá entra em sua reta final. Mais cedo, o Ministério do Comércio chinês disse que o país será forçado a retaliar se os Estados Unidos implementarem novas medidas tarifárias. Vale lembrar que o presidente norte-americano, Donald Trump, ameaçou com novas tarifas sobre outros US$ 200 bilhões em importações chinesas.

Trump disse também que está disposto a paralisar o governo por questões de segurança fronteiriça, revertendo uma postura que assumiu um dia antes. Em relação ao Canadá, a ministra das Relações Exteriores do país, Chrystia Freeland, disse que negociadores norte-americanos e canadenses continuarão conversas para tentar obter um acordo em termos bilaterais e chegar a um novo Tratado de Livre Comércio da América do Norte.

Os preços do petróleo têm leve alta em meio às sanções dos Estados Unidos contra o Irã. Já o dólar alterna entre altas e baixas na comparação com seus principais pares e moedas emergentes.

  • Confira o desempenho do mercado, segundo cotação das 7h34 (horário de Brasília):

*S&P 500 Futuro (EUA) +0,02%

*Dow Jones Futuro (EUA) -0,02%

*Nasdaq Futuro (EUA) +0,14%

*DAX (Alemanha) +0,14%

*FTSE (Reino Unido) -0,03%

*CAC-40 (França) +0,24%

*FTSE MIB (Itália) +0,27%

*Hang Seng (Hong Kong) -0,99% (fechado)

*Xangai (China) -0,47% (fechado)

*Nikkei (Japão) -0,41% (fechado)

*Petróleo WTI +0,19%, a US$ 68,85 o barril

*Petróleo brent +0,45%, a US$ 77,62 o barril

*Contratos futuros do minério de ferro negociados na bolsa chinesa de Dalian +3,18%, a 502,50 iuanes (nas últimas 24 horas) 

*Bitcoin US$ 6.386,26 -4,50%
R$ 27.700 -6,10% (nas últimas 24 horas)

2. Agenda de indicadores

Na agenda doméstica, destaque para o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) referente ao mês de agosto, às 9h (de Brasília). A GO Associados projeta alta de apenas 0,05%, mantendo a inflação próxima ao centro da meta, em 4,34%. "A baixa taxa de inflação esperada para o mês é fruto da queda dos preços dos alimentos e do grupo transportes, ainda refletindo a dissipação dos efeitos da greve sobre os preços", explicam os economistas. Do lado da pressão de alta da inflação, destaque para o grupo educação, devido ao aumento sazonal dos cursos letivos do meio de ano. Já de acordo com estimativa de economistas consultados pela Bloomberg, o IPCA deve ir a 0% este mês. 

Nos Estados Unidos, destaque para os novos pedidos de seguro-desemprego, às 9h15, e o PMI de não-manufatura, às 10h45. Na véspera da divulgação do relatório de emprego, atenção ainda para a  pesquisa ADP às 9h15, com os dados de emprego do setor privado e estimativa de 200 mil vagas em agosto. Para conferir a agenda completa de indicadores, clique aqui.

Quer investir pagando apenas R$ 0,80 de corretagem? Clique aqui e abra sua conta na Clear.

3. Tesouro Direto no IMTV

O professor do InfoMoney Alan Ghani mostrará a melhor forma de se programar para a aposentadoria investindo no Tesouro Direto. O programa Tesouro Direto com Ganhos Turbinados é transmitido ao vivo na IMTV e página do InfoMoney no Facebook, a partir das 14h30 (horário de Brasília).

4. Noticiário político 

Na primeira pesquisa do Ibope após o TSE indeferir o pedido de registro de candidatura de Lula, Bolsonaro (PSL) mantém a liderança com 22% das intenções de voto, segundo pesquisa Ibope realizada entre 1º e 3 de setembro. Logo atrás de Bolsonaro, aparecem três candidatos tecnicamente empatados: a ex-senadora Marina Silva (Rede) e o ex-governador do Ceará Ciro Gomes (PDT), ambos com 12% das intenções de voto, além do ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB), com 9%. Veja a pesquisa completa aqui.

No segundo turno, Bolsonaro perderia em três dos quatro cenários simulados de segundo turno. Na disputa com Ciro, o deputado federal teria 33% das intenções de voto ante 44% de seu oponente. Alckmin teria 41% dos votos e Bolsonaro 32%. Em um terceiro cenário, Bolsonaro teria 33% da intenção de voto e Marina 43%. Na disputa com Haddad, Bolsonaro aparece na pesquisa com 37% das intenções de voto e o iminente substituto de Lula tem 36%, configurando um empate técnico, já que a pesquisa tem margem de erro de 2 pontos percentuais. O registro na Justiça Eleitoral foi feito sob o protocolo BR-05003/2018 e os contratantes foram o jornal O Estado de S. Paulo e a TV Globo.

Segundo informações do jornal O Estado de S. Paulo, os aliados de Bolsonaro vão defender que quem não vota nele deve optar por branco e nulo, o que reduz o número de votos necessários para elegê-lo já no primeiro turno, uma vez que ele perde em quase todos os cenários testados de segundo turno. 

Ainda sobre a corrida eleitoral, a defesa de Lula apresentou ao STF (Supremo Tribunal Federal) um novo recurso para reverter a decisão do TSE que barrou a candidatura do petista com base na Lei da Ficha Limpa, em estratégia que amplia a ofensiva no Judiciário para garanti-lo na disputa presidencial. O recurso será relatado pelo ministro Celso de Mello.

Fora das eleições, a Polícia Federal indiciou o presidente Michel Temer nos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro em um inquérito que apura um repasse de R$ 10 milhões feito pela empreiteira Odebrecht ao seu partido, o MDB, em 2014, de acordo com relatório policial a que a Reuters teve acesso. O documento aponta que Temer recebeu R$ 1,4 milhão de ao longo de março daquele ano por solicitação do atual ministro de Minas e Energia, Moreira Franco, e que pode ter recebido mais recursos em setembro, que teriam sido entregues no escritório de advocacia de José Yunes, amigo pessoal e ex-assessor de Temer.

5. Noticiário corporativo

O Banco Central colocou em consulta pública uma proposta de regulamentar o registro de recebíveis de cartões de pagamento, com objetivo de ampliar a concorrência no setor. Credenciadoras de cartões,  como Cielo, Rede e GetNet, devem registrar em entidade que será autorizada pela autoridade monetária, as operações de cartões para que o lojista possa usá-las livremente.

A Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) recebeu pedido para operações regulares internacionais no Brasil da empresa chilena de baixo custo Sky Airline, que pretende começar a operar em novembro com voos ligando o Brasil ao Chile.

A fornecedora de plataformas holandesa SBM Offshore se comprometeu a pagar uma multa adicional à Petrobras de F$ 200 milhões, estabelecida com base em um novo acordo de leniência firmado com o Ministério Público Federal. A estatal informou que aumentará sua produção de forma mais intensa a partir de 2019 e, em 2022, atingirá a marca de 2,9 milhões de barris por dia (bpd), segundo o Broadcast.

A recomendação para a ação da EcoRodovias foi elevada para overweight (acima da média de mercado, o equivalente a compra) pelo Morgan Stanley

Quer proteger seus investimentos das incertezas das eleições? Clique aqui e abra sua conta na XP Investimentos

Contato