Em mercados / acoes-e-indices

Os 5 assuntos que vão agitar os mercados nesta quarta-feira

Confira os destaques do noticiário desta sessão 

Donald Trump
(Joyce N. Boghosian/Casa Branca )

SÃO PAULO - O mercado doméstico deve ser pressionado pela aversão ao risco global em relação a países emergentes, enquanto aguarda novidades da cena política após duas pesquisas eleitorais serem suspensas. O petróleo recua com alívio da intensidade de tempestade tropical e, no âmbito corporativo, a ANTT divulgou nova tabela de frete e Fibria mantém assembleia de acionistas mesmo com impasse sobre fusão com Suzano.

Veja no que ficar de olho nesta quarta-feira (5):

1. Bolsas mundiais

As bolsas asiáticas recuaram repercutindo as turbulências nos mercados emergentes, mesma direção seguida pelas bolsas europeias, onde as tensões comerciais fazem ainda mais pressão. No radar dos investidores, estão as negociações comerciais entre os Estados Unidos e o Canadá, que devem ser retomadas após o fracasso em chegar a um acordo na semana passada.

Além disso, nos EUA, o presidente Donald Trump questiona conselheiros se seria positivo provocar um ‘shutdown’ em outubro para obter dinheiro para o muro na fronteira mexicana, embora republicanos no Congresso argumentem que um fechamento de operações do governo antes das eleições poderia trazer um revés ao partido. 

O dólar volta a se fortalecer contra maioria das moedas emergentes; já no mercado de commodities, os preços do petróleo recuam mesmo após a paralisação de plataformas no Golfo do México com o alívio da tempestade tropical Gordon. Três petroleiras retiraram seus funcionários da área atingida pela tempestade e as companhias de petróleo cortaram 9% da produção diária de óleo e gás na região.

Confira o desempenho do mercado, segundo cotação das 7h36 (horário de Brasília):

*S&P 500 Futuro (EUA) -0,32%

*Dow Jones Futuro (EUA) -0,43%

*Nasdaq Futuro (EUA) +0,38%

*DAX (Alemanha) -0,96%

*FTSE (Reino Unido) -0,45%

*CAC-40 (França) -1,15%

*FTSE MIB (Itália) +0,60%

*Hang Seng (Hong Kong) -2,61% (fechado)

*Xangai (China) -1,68% (fechado)

*Nikkei (Japão) -0,51% (fechado)

*Petróleo WTI -1,45%, a US$ 68,86 o barril

*Petróleo brent -1,16%, a US$ 77,26 o barril

*Contratos futuros do minério de ferro negociados na bolsa chinesa de Dalian +0,41%, a 487,00 iuanes (nas últimas 24 horas) 

*Bitcoin US$ 7.159,05 -2,71%
R$ 30.000 0% (nas últimas 24 horas)

2. Agenda de indicadores 

Em dia de agenda fraca, Brasil tem PMI serviços às 10h e fluxo cambial às 12h30. Nos Estados Unidos, os investidores acompanham as declarações dos dirigentes do Fed, James Bullard, às 10h20, e Neel Kashkari, às 17h..

Para conferir a agenda completa de indicadores, clique aqui.

Quer investir pagando apenas R$ 0,80 de corretagem? Clique aqui e abra sua conta na Clear.

3. Conexão Brasília e Carteira InfoMoney no IMTV

O Conexão Brasília desta semana entrevista Manoel Fernandes, sócio-diretor da Bites, consultoria especializada em monitoramento de redes sociais. Na pauta, o papel das novas plataformas na corrida presidencial mais incerta desde 1989 e as estratégias adotadas por cada candidato neste campo. O programa é transmitido ao vivo na IMTV e página do InfoMoney no Facebook, a partir das 17h (horário de Brasília).

Antes disso, o analista responsável pela Carteira InfoMoney, Thiago Salomão, apresentará as alterações do portfólio nesta quarta-feira, às 11h30 na página do InfoMoney no Facebook e no Youtube, e também explicará a performance positiva da carteira, que acumula ganhos de 7,01% em 2018, enquanto o Ibovespa praticamente zerou os ganhos do ano (0,31%).

4. Noticiário político 

A divulgação da pesquisa Ibope esperada para esta terça-feira (4) foi suspensa, enquanto o Datafolha cancelou o levantamento que faria esta semana por conta de dúvidas sobre a inclusão do nome do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). 

No caso do Ibope, o instituto protocolou um requerimento no TSE (Tribunal Superior Eleitoral), questionando se pode divulgar o resultado do levantamento. A pesquisa ainda trazia Lula como candidato em um dos cenários de primeiro turno testados. Já o Datafolha oficializou o cancelamento do registro da pesquisa que seria realizada entre 4 e 6 de setembro também por conta do uso do nome de Lula. Como o questionário contemplava um cenário com o nome do petista, o instituto decidiu não aplicá-lo. Com isso, o Datafolha registrou uma nova pesquisa, que será divulgada na próxima segunda-feira (10).

5. Noticiário corporativo

Em destaque, a Latam decidiu não renovar o contrato com a operadora de programas de fidelidade Multiplus e fechar o capital da empresa. Na carta, a controladora atribui valor de R$ 27,22 por ação na OPA, equivalente ao preço médio ponderado dos últimos 90 pregões e ajustado por dividendos, com prêmio de 11,6% sobre o valor de fechamento na terça, de R$ 24,40.

Já a  Fibria afirmou que a CVM (Comissão de Valores Mobiliários) rejeitou pedidos para interromper o prazo de convocação de um assembleia de acionistas da companhia, marcada para 13 de setembro. A assembleia foi convocada para que os acionistas apreciem, entre outros temas, a proposta de fusão da companhia com a Suzano, anunciada em março.

A ANP informou que a Comissão Especial de Licitações aprovou a participação de empresas que manifestaram interesse na 5ª Rodada de Licitação de áreas do pré-sal, sob regime de partilha de produção, incluindo a Petrobras. A ANP indicou aprovação da participação de Chevron Brazil Ventures LLC (Estados Unidos), CNOOC Petroleum Brasil (China), Ecopetrol S.A (Colômbia), Equinor Brasil Energia Ltda (Noruega), ExxonMobil Brasil (Estados Unidos), além de Petrobras. 

A Eldorado afirmou que o contrato para venda da participação da J&F Investimentos na empresa para a holandesa Paper Excellence foi extinto após o prazo do acordo expirar sem a efetivação do negócio. No entanto, a compradora considerou a medida unilateral e informou que vai defender seus direitos.

A Câmara dos Deputados aprovou a medida provisória que concede o subsídio ao óleo diesel rodoviário, editada na esteira da greve dos caminhoneiros, que paralisaram o país em maio. O senador Eduardo Braga (MDB-AM) apresentou na Comissão de Infraestrutura do Senado relatório sobre um projeto de lei relacionado à privatização de distribuidoras da Eletrobras, no qual sugere aprovação de uma emenda que travaria a venda da unidade da estatal no Amazonas, a mais deficitária das subsidiárias da elétrica.

O Itaú Unibanco celebrou parceria no mercado de benefícios aos trabalhadores com a Ticket Serviços. Pelo acordo, o banco fará um investimento minoritário de 11% na Ticket. Essa operação ocorrerá por meio de aumento de capital a ser integralizado com aporte de caixa e direito de exclusividade de distribuição de produtos Ticket. 

  • A Taesa obteve licença prévia do Ibama para a transmissora Janaúba. A BB Seguridade está entre interessados em parceria com Caixa, segundo o Valor Econômico. A Via Varejo foi elevada para compra pelo HSBC, com preço-alvo de R$ 21,50. A Chinesa Spic negocia térmica da Engie, informa o Valor. Nova tabela de fretes é publicada pela ANTT no Diário Oficial da União. 

Quer proteger seus investimentos das incertezas das eleições? Clique aqui e abra sua conta na XP Investimentos

Contato