Em mercados / acoes-e-indices

Ibovespa Futuro segue em queda digerindo PIB dos EUA; dólar recua após atingir R$ 4,17

Segunda prévia referente ao segundo trimestre deste ano apontou crescimento de 4,2% da economia norte-americana, enquanto as projeções projetavam avanço de 4% 

eua

SÃO PAULO - Digerindo o resultado da economia dos EUA e repercutindo o noticiário eleitoral, o Ibovespa Futuro registrava queda nesta quarta-feira (29), enquanto o dólar perdeu força após atingir máxima no intraday em R$ 4,17 de olho nos leilões do BC. O contrato com vencimento em outubro marcava queda de 0,50%, aos 77.995 pontos, enquanto o dólar com vencimento em setembro recuava 0,11%, a R$ 4,138. 

Vale destacar que, após o dólar fechar no segundo maior patamar desde a criação do Plano Real, a R$ 4,14, Banco Central anunciou que venderá dólares das reservas internacionais com compromisso de recomprá-las mais adiante. Em comunicado emitido na noite de terça-feira, a autoridade monetária informou que ofertará até US$ 2,15 bilhões na próxima sexta-feira (31).

A segunda prévia referente ao segundo trimestre deste ano apontou crescimento de 4,2% da economia norte-americana, enquanto as projeções projetavam avanço de 4% na comparação com o primeiro trimestre. Os gastos dos consumidores, um dos principais componentes do PIB, cresceram 4%, acima do resultado de 3,8% do trimestre passado e mostra que a economia segue forte.

Já o deflator do PIB, que mede basicamente o custo de uma cesta de bens e considerado um PCE (Personal Consumption Expenditures) trimestral, ficou em 3,2%, enquanto a expectativa era de 3%. Vale lembrar que amanhã será divulgado o PCE de junho, que será acompanhado de perto pelo mercado após o presidente do Fed afirmar que a inflação segue com dificuldades para situar-se próxima da meta de 2%.

Por aqui, atenção para a repercussão da sabatina de Jair Bolsonaro (PSL) ao Jornal Nacional. Segundo a Análise Política da XP Investimentos, Bolsonaro conseguiu defender pontos de seu programa de governo, trajetória e discurso. O candidato não fugiu dos conflitos, e seu ponto fraco foi a explicação da votação da PEC das domésticas e a diferença salarial das mulheres.  A série de sabatinas do JN continua com Geraldo Alckmin (hoje) e Marina Silva (amanhã). 

Voltando ao exterior, as bolsas asiáticas encerraram o pregão sem direção definida após o órgão de planejamento estatal da China alertar para mais riscos ao crescimento no segundo semestre de 2018. As autoridades precisam intensificar os esforços para atingir as metas de desenvolvimento, alertou o chefe da agência de planejamento estatal no momento em que as tensões comerciais com os Estados Unidos se intensificam.

As bolsas europeias recuam com o alerta do governo chinês e com os investidores de olho nas negociações dos Estados Unidos com o Canadá, após fechar acordo com o México, enquanto as tensões sobre a relação com a China se mantêm. Alguns estrategistas dizem que o avanço nas negociações do Nafta pode não beneficiar a todos.  O dólar sobe em relação à maioria das moedas ainda refletindo o dado de confiança do consumidor norte-americano divulgado na véspera, que atingiu maior nível em 17 anos, enquanto investidores aguardam dado do PIB (Produto Interno Bruto) dos Estados Unidos. A lira cai com ação do banco central turco fracassando em gerar confiança e lidera perdas entre moedas emergentes.

Noticiário político 

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Alexandre de Moraes fez um pedido de vista e suspendeu o julgamento de Jair Bolsonaro (PSL) na terça-feira (28)  sobre uma denúncia pelo crime de racismo. O placar até o momento está em dois a dois e o julgamento deve ser retomado na próxima terça-feira (4). Os ministros Marco Aurélio Mello e Luiz Fux votaram contra o recebimento da denúncia, enquanto os ministros Luís Roberto Barroso e Rosa Weber defenderam o recebimento da acusação. O relator, ministro Marco Aurélio Mello, disse que a fala de Bolsonaro não extrapolou os limites da liberdade de expressão e está coberta pela imunidade parlamentar.

Em outra decisão na terça-feira, O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) rejeitou o recurso impetrado pela coligação encabeçada pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) contra emissoras de TV que não têm mostrado em seus telejornais a campanha petista para a Presidência. Mas sua defesa já tem outro pedido ao TSE: uma liminar para que o petista tenha direito a participar “plenamente” da propaganda eleitoral no rádio e na televisão, podendo gravar áudios e vídeos de dentro da prisão.

Bolsonaro no Jornal Nacional

Durante a entrevista de 27 minutos ao Jornal Nacional na noite de terça-feira (28), Jair Bolsonaro (PSL) teve um bate boca com a apresentadora Renata Vasconcellos, mas conseguiu mostrar segurança e falar sobre suas propostas, incluindo uma afirmação polêmica sobre direitos trabalhistas.

Questionado por William Bonner sobre quais direitos trabalhistas ele iria retirar em seu possível governo, Bolsonaro disse que é como a "classe empregadora" diz: "O trabalhador terá que escolher entre mais direito e menos emprego, ou menos direito e mais emprego", afirmou. Sem deixar claro sobre quais direitos estava falando, o candidato ainda ressaltou que não será responsabilidade do presidente tirar estes direitos dos trabalhadores, mas sim do Congresso.

  • Pesquisas mostram que eleitores que simpatizam com Bolsonaro aplaudiram seu desempenho na Globo, com os ataques ao "kit gay" e defesa de uma polícia letal sendo os pontos altos, segundo a coluna Painel da Folha.

O Jornal Nacional da Globo entrevista Geraldo Alckmin (PSDB) nesta quarta- feira (29) e Marina Silva (Rede) na quinta-feira (30). 

Noticiário corporativo

A novela da fusão entre Suzano (SUZB3) e Fibria (FIBR3) ganhou um novo capítulo nesta terça-feira (28), com a informação do Valor PRO de que mais duas gestoras, a SPX Capital e a Truxt Investimentos, vão entrar com recursos na CVM (Comissão de Valores Mobiliários) questionando a união das duas companhias.

A Gafisa divulgou que pretende ter lançamentos anuais de R$ 1 bilhão a R$ 1,2 bilhão no período entre 2019 e 2021. A companhia também previu que terá no triênio uma margem bruta de 30% a 35%. Para distratos, a estimativa da Gafisa é de R$ 250 milhões para este 2018 e de R$ 150 milhões em 2019.

O presidente-executivo da Gol, Paulo Kakinoff, disse que o plano de renovação de frota da companhia envolve 135 aeronaves encomendadas da Boeing até 2027, sendo que uma aeronave será entregue a cada 40 dias, aproximadamente.  Segundo Kakinoff, com o voo de Brasília para a Flórida (EUA) será a maior distância já percorrida por um 737, com voo de 8 horas.

Já a Folha informa que as famílias Batista e Widjaja disputam controle da Eldorado. Por fim, o Itaú e o Paypal anunciam parceria durante a manhã. 

Quer proteger seus investimentos das incertezas das eleições? Clique aqui e abra sua conta na XP Investimentos

Contato