Em mercados / acoes-e-indices

Ibovespa Futuro tem leve alta e dólar cai em meio ao alívio com crise na Turquia

Mercados mundiais sobem com alívio na crise turca, mas seguem em alerta sobre os desdobramentos 

Tayyip Erdogan - primeiro-ministro da Turquia
(Sergei Karpukhin/Reuters)

SÃO PAULO - O Ibovespa Futuro segue uma sessão de recuperação e registra leve alta nesta terça-feira, seguindo os mercados mundiais em meio ao relativo alívio com a crise entre EUA e Turquia. O contrato futuro do índice com vencimento em agosto tinha alta de 0,26%, a 78.030 pontos, às 9h03 (horário de Brasília), seguindo o movimento de recuperação do final da sessão da última segunda-feira. Enquanto isso, no mesmo horário,, o dólar futuro com vencimento em setembro registrava queda de 0,49%, a R$ 3,873. 

No mercado externo, a lira turca tem um “respiro” após rumores de que os Estados Unidos e a Turquia estariam chegando a um acordo sobre a liberação do pastor Andrew Brunson. Diversos analistas julgam que um acordo poderia estabilizar a lira, após os Estados Unidos elevarem recentemente as tarifas sobre metais turcos. Contudo, o mercado segue em alerta: ontem o presidente da Turquia, Recep Erdogan, clamou a população a boicotar produtos americanos.

Quer investir pagando apenas R$ 0,80 de corretagem? Clique aqui e abra sua conta na Clear.

Enquanto isso, as ações chinesas, os metais industriais, aço e minério de ferro recuam com dados econômicos abaixo do previsto na China.  Dados oficiais, divulgados no fim da noite de ontem pelo Escritório Nacional de Estatísticas (NBS, pela sigla em inglês), mostram que a produção industrial chinesa subiu 6% na comparação anual de julho, mantendo o mesmo ritmo de junho, mas frustrando a expectativa de analistas consultados pelo The Wall Street Journal, que previam um ganho mais acentuado, de 6,4%.

Já o petróleo retoma alta com foco de investidores se voltando ao risco de oferta, em meio às sanções ao Irã e corte na produção saudita. 

Eleições em pauta

Em um momento em que o ambiente eleitoral segue no centro das atenções, com destaque para o fim do prazo para o registro das candidaturas, na quarta-feira (15), a ministra Rosa Weber toma posse hoje (14), às 20h, no cargo de presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em sessão solene no plenário da Corte. 

Sobre a situação de Lula, o cenário ainda é nebuloso, mas há a expectativa de que seja definida a situação do ex-presidente em breve, podendo marcar também o lançamento da chapa "alternativa" do PT, com Fernando Haddad e Manuela D'Ávila. O partido não considera qualquer hipótese à candidatura de Lula, segundo a a presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR). Segundo o jornal Folha de S. Paulo, o Partido Novo já prepara um pedido de impugnação da candidatura de Lula, que precisa ser registrada até 19h de quarta-feira. 

Resultados em destaque

A usina da Usiminas (USIM5) em Ipatinga (MG) teve um novo acidente grave na segunda-feira (13), três dias após a explosão de um equipamento que deixou 34 feridos, segundo o sindicato local. Um funcionário da de uma empresa terceirizada sofreu acidente na correia transportadora da sinterização e acabou com um dos braços amputado. A Usiminas confirmou o acidente com o eletricista de 36 anos “que realizava atividade de manutenção programada no local quando se acidentou” e afirma que o fato não tem relação com a explosão. 

Na noite de segunda-feira (13) foram divulgados alguns balanços. A EzTec (EZTC3) registrou lucro líquido de R$ 14,716 milhões, queda de 33% em relação ao segundo trimestre de 2017, e a São Martinho (SMTO3) teve lucro líquido de R$ 104 milhões. A Oi (OIBR4) apresentou prejuízo líquido de R$ 1,233 bilhão, queda de 70,4% em relação ao prejuízo de R$ 4,162 no mesmo período de 2017. A Fitch elevou o rating da empresa para B-, com perspectiva estável. 

A M Dias Branco registrou lucro líquido de R$ 209,7 milhões no segundo trimestre, alta de 5,2% em relação ao mesmo período de 2017. A Vulcabras (VULC3) registrou lucro líquido de R$ 33,04 milhões, queda de 36% na comparação com o segundo trimestre do ano passado, e a receita recuou 9%, para R$ 280,8 milhões. A Even reportou prejuízo líquido de R$ 30,377 milhões, queda de 61,2% em relação ao prejuízo de R$ 78, 292 milhões no segundo trimestre de 2017. 

A EzTec registrou lucro líquido de R$ 14,716 milhões, queda de 33% em relação ao segundo trimestre de 2017. A Locamerica registrou lucro líquido de R$ 48 milhões, alta de 389,8% em relação ao mesmo segundo trimestre de 2017. A Light reportou prejuízo líquido de R$ 25 milhões devido, principalmente, ao efeito econômico da marcação a mercado do swap para os bonds no valor de R$ 77 milhões (líquido de imposto). 

O governo fará uma avaliação sobre a data do leilão de quatro distribuidoras de eletricidade controladas pela Eletrobras (ELET3), inicialmente previsto para o próximo dia 30, disse o presidente do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), Dyogo Oliveira. A CVC (CVCB3) acertou a compra da Esferatur por R$ 245,1 milhões. 

A Bradespar confirmou que vai utilizar os R$ 2,4 bilhões de uma emissão de notas promissórias comerciais para cumprir a parte que cabe à holding na ação movida pelo banco Opportunity, de Daniel Dantas, relativa a uma disputa sobre um direito de opção de compra de ações da Valepar, antigo grupo controlador da Vale (VALE3).

Depois do fechamento da Bolsa são esperados os dados de Technos (TECN3), Somos Educação (SEDU3), PDG Realty (PDGR3), Marfrig (MRFG3), IMC Holdings (MEAL3), Estácio (ESTC3), Copel (CPLE6), Cesp (CESP6), Banrisul (BRSR6).

 

Contato