EXPERIMENTE!

Clique e experimente a
versão rápida do

Em mercados / acoes-e-indices

Ibovespa recua e DIs sobem com alerta do BC sobre futuro das contas do governo

Clima de maior aversão ao risco leva dólar para a casa de R$ 3,80

Ilan Goldfajn
(Marcelo Camargo/ Agência Brasil)

SÃO PAULO - Depois de iniciar o pregão em alta, o Ibovespa recuava 0,35%, aos 78.966 pontos, às 11h47 (horário de Brasília), reagindo (negativamente) a alta dos juros futuros, que retiraram o apetite dos investidores pelo risco. Além disso, os investidores aguardam pelo 1º debate entre os presidenciáveis nesta noite, como digerem a temporada de resultados e os impactos da guerra comercial. 

Os contratos de juros futuros com vencimento em janeiro de 2021 subiam 8 pontos-base, aos 9,15%, enquanto com vencimento em 2023 registravam alta de 10 pontos, atingindo 10,60%, diante do alerta do presidente do BC, Ilan Goldfajn. Segundo informações, Goldfajn alertou o ministro Eliseu Padilha que a não aprovação da cessão onerosa pode abrir rombo bilionário nas contas públicas em 2019, com impacto na taxa de juros no próximo governo.

Diante deste clima de aversão ao risco, os contratos futuros de dólar com vencimento em setembro subiam 0,75%, aos R$ 3,810, ao passo que as blue chips do mercado recuavam forte e lideravam mais uma dia de queda da Bolsa. Entre os destaques, as ações da Petrobras (PETR4) recuam justamente pela expectativa da não aprovação da cessão onerosa, enquanto os papéis dos bancos privados, como Itaú (ITUB4) e Bradesco (BBDC4), caem com os investidores "trocando de mão" após o resultado acima do esperado do Banco do Brasil (BBAS3).

As maiores baixas dentre as ações que compõem o Ibovespa são:

Cód. Ativo Cot R$ % Dia % Ano Vol1
 VVAR11 VIAVAREJO UNT N2 20,97 -3,54 -14,20 6,41M
 BRFS3 BRF SA ON 21,75 -3,46 -40,57 19,66M
 IGTA3 IGUATEMI ON 31,58 -3,31 -18,32 2,11M
 BRML3 BR MALLS PARON 9,50 -3,16 -25,37 7,70M
 KROT3 KROTON ON 10,13 -3,15 -44,03 21,89M

As maiores altas dentre as ações que compõem o Ibovespa são:

Cód. Ativo Cot R$ % Dia % Ano Vol1
 EGIE3 ENGIE BRASILON 37,69 +2,95 +6,14 10,39M
 BBAS3 BRASIL ON 33,14 +1,56 +5,98 196,56M
 CIEL3 CIELO ON 14,18 +1,29 -38,24 22,85M
 BTOW3 B2W DIGITAL ON 31,09 +0,94 +51,66 14,05M
 RADL3 RAIADROGASILON 76,28 +0,53 -16,55 5,80M
* - Lote de mil ações
1 - Em reais (K - Mil | M - Milhão | B - Bilhão)

Primeiro debate presidencial

A dois meses das eleições, na noite desta quinta-feira, às 22h00, a TV Bandeirantes realizará o primeiro debate entre os presidenciais. Estarão presentes Álvaro Dias (Podemos), Cabo Daciolo (Patriota), Geraldo Alckmin (PSDB), Marina Silva (Rede), Jair Bolsonaro (PSL), Guilherme Boulos (PSOL), Henrique Meirelles (MDB) e Ciro Gomes (PDT). Entre perguntas diretas, réplicas e tréplicas os candidatos se confrontarão 64 vezes, segundo informações da assessoria de imprensa da Band.

Em vista do cenário político bastante incerto para essas eleições, o debate desta noite será acompanhado de perto pelos investidores, principalmente para avaliar as propostas de Bolsonaro e Alckmin, que disputam a liderança das intenções de votos nos cenário sem o ex-presidente Lula, sendo que o tucano é o preferido do mercado em vista do seu viés reformista.

Veja mais:
Eleições: confira as datas de todas as sabatinas e debates entre os candidatos à presidência
Lula ou Haddad: quem será o candidato do PT nas pesquisas?

Na última pesquisa de intenção de voto, divulgada ontem pelo CNT/MDA, o candidato do PSL lidera a corrida presidencial em São Paulo com 18,9% das intenções de voto no cenário sem Lula, em empate técnico com o ex-governador Geraldo Alckmin, que aparece com 15%. Na semana passada, a pesquisa Ibope apontou o tucano com 19% e Bolsonaro com 16% de intenção de votos no cenário sem Lula.

Impactos da guerra comercial

A sessão tem como destaque a baixa de diversas moedas emergentes, como a lira turca, que despenca para novo piso histórico com agravamento das relações do país com os EUA, enquanto o rublo cai com novas sanções dos norte-americanos. Já entre as bolsas, as bolsas dos EUA operam estáveis e as europeias recuam diante da disputa comercial entre as duas maiores economias mundiais.

Na véspera, o Ministério do Comércio da China anunciou tarifas retaliatórias de 25% sobre US$ 16 bilhões em produtos dos Estados Unidos a partir de 23 de agosto. A medida é uma reação, após o Escritório do Representante de Comércio dos EUA anunciar na segunda que, a partir do mesmo dia 23, haverá tarifas adicionais de US$ 25% sobre US$ 16 bilhões em importações chinesas.

Hoje, o BCE afirmou que os riscos para a economia global se intensificaram, em meio a ameaças e tarifas. O movimento deflagrado pelo governo do presidente americano, Donald Trump, de busca por “comércio justo”, gera cautela nos mercados. A OMC (Organização Mundial do Comércio) reforçou o discurso, apontando que a tensão entre as potências econômicas levará à desaceleração do comércio internacional.

Temporada de resultados

As ações do Banco do Brasil estão "roubando" o apetite dos investidores pelos bancos privados após a estatal reportar seu resultado do segundo trimestre e superar a expectativa do mercado. O banco divulgou lucro líquido ajustado de R$ 3,2 bilhões no segundo trimestre.  alta de 22,3% em relação ao mesmo período do ano passado. As estimativas da mediana da Bloomberg apontavam lucro de R$ 3,14 bilhões. "Vemos os resultados do BB no 2T18 como positivos, especialmente pela qualidade e sustentabilidade das principais métricas, e mantemos nossa recomendação neutra  nas ações devido às incertezas no campo eleitoral", afirmam os analistas da XP Research. 

Ainda no campo positivo, a Engie Brasil superou as expectativas com lucro líquido de 589,2 milhões, alta de 20% em base anual. O Ebitda ajustado foi de R$ 1,148 milhão, refletindo principalmente a eficiente estratégia de alocação sazonal e compra de energia da empresa. A receita operacional líquida foi de R$ 2,135 bilhões, alta de 26,9%. A empresa anunciou o pagamento de dividendos de R$ 1,76/ação (4,8% yield) e as ações serão negociadas ex-dividendos a partir de 21 de agosto de 2018.

Veja mais:
Elétrica anuncia dividendos de R$ 1,76 por ação; XP espera ainda mais e recomenda compra
BB sobe 2% e mais 24 ações reagem a balanços; petroleira cai 7% com revisão de expectativas

Diante das boas notícias, a XP Research elevou a recomendação de neutra para compra com preço-alvo de R$ 45. A tese de investimentos se baseia nos seguintes pontos: (1) a estratégia de comercialização de energia otimizada da companhia, que minimiza o impacto de uma menor incidência de chuvas nos seus resultados, (2) um potencial de expansão de lucros de 10% ao ano até 2023 com a maturidade de projetos de crescimento e (3) elevada capacidade de pagamento de dividendos da ação, estimados em 12% em 2019-20.

Do outro lado, as ações da Queiroz Galvão (QGEP3) recuavam cerca de 10% após revisar mais uma vez para baixo o guidance de produção do poço de Atlanta. Mesmo com o resultado, que foi considerado em linha com o esperado, os analistas do Itaú BBA comentam que essa revisão reduz as projeções para os próximos trimestres e como a empresa está "esticada" em termos de valuation decidiram por reduzir a recomendação para underperform (o equivalente venda ou desempenho abaixo da média de mercado).

Tesouro Direto na IMTV

O professor do InfoMoney Alan Ghani fala sobre o forte recuo nas taxas do Tesouro Direto na última semana e sua relação com a corrida eleitoral no programa Tesouro Direto com Ganhos Turbinados, ao vivo, às 14h30, e será transmitido pela InfoMoneyTV. Clique aqui para conferir.

Clear oferece a menor corretagem do Brasil; Clique aqui e abra sua conta

Contato