EXPERIMENTE!

Clique e experimente a
versão rápida do

Em mercados / acoes-e-indices

Após cair 7,5% em cinco pregões, Ibovespa tem alívio e sobe 0,6%; dólar cai com atuação do BC

Índice se recupera durante a tarde e encerra sequência negativa com investidores de olho no exterior antes da decisão do Fomc nesta quarta

Ações
(Shutterstock)

SÃO PAULO - O Ibovespa teve um pregão de volatilidade nesta terça-feira (12), seguindo o dia misto dos índices norte-americanos com os investidores se preparando para a decisão do Federal Reserve nesta quarta. Enquanto isso, no câmbio, o Banco Central precisou reforçar sua atuação durante a tarde, mas não conseguiu manter a moeda em sua mínima do dia, apesar de um novo recuo.

O benchmark da bolsa brasileira fechou com leve alta de 0,62%, aos 72.754 pontos, encerrando assim uma sequência de cinco quedas, período em que caiu 7,5%. O volume financeiro ficou em R$ 9,689 bilhões. O dólar comercial, por sua vez, recuou 0,52%, cotado a R$ 3,7075 na venda. Vale destacar que nesta quarta ocorre o vencimento de opções sobre o índice, o que costuma trazer volatilidade para o mercado.

No câmbio, o BC anunciou o leilão de 30 mil contratos de swap cambial, bem abaixo do ofertado nos últimos dias, o que foi visto por operadores como insuficiente, dada expectativa criada pelo próprio BC de US$ 20 bilhões ao longo desta semana. Neste cenário, a autoridade monetária precisou realizar mais um leilão "extra" de 30 mil contratos. Mesmo assim, o dólar, que chegou a cair 1,35% e voltar para R$ 3,67, não sustentou as perdas acentuadas.

Entre os indicadores, a inflação ao consumidor norte-americano subiu de 0,20% na passagem de abril para maio, ficando em linha com o esperado pelo mercado. Na comparação anual, o CPI (Consumer Price Index) acelerou de 2,5% para 2,8%, também conforme a expectativa dos investidores. O resultado ganhou muita importância já que na quarta-feira (13), às 15h, teremos a decisão de política monetária do Fed.

O mercado já precifica um aumento de 25 pontos-base na taxa, indo para o intervalo entre 1,75% e 2,0% ao ano, sendo que a questão é como ficará o gráfico de pontos e como será a coletiva de imprensa do presidente do Fed, Jerome Powell. Pelo quadro atual, bastará um único membro mudar de ideia (de 3 para 4 altas) que a mediana do Fed irá mudar, levando a uma reprecificação de todo o mercado, que hoje vê apenas 3 altas para este ano. Com a inflação demonstrando controle, essa expectativa perde força, já que o ritmo dos preços é um fator importante para a decisão do Fomc.

Destaques do mercado

Do lado positivo, as ações da ViaVarejo lideraram os ganhos pelo segundo dia, enquanto a Embraer disparou mais de 5% após a Bloomberg afirmar que o negócio entre a companhia e a Boeing está praticamente fechado e já tem o apoio do presidente Michel Temer. Do lado negativo, os papéis do Santander recuaram com o corte de recomendação do Credit Suisse de "compra" para "neutro".

As maiores altas, dentre as ações que compõem o Índice Bovespa, foram:

 Cód. Ativo Cot R$ % Dia % Ano Vol1
 VVAR11 VIAVAREJO UNT N2 21,50 +6,70 -12,03 72,22M
 EMBR3 EMBRAER ON 24,78 +6,12 +24,40 97,75M
 ELET6 ELETROBRAS PNB 15,84 +5,95 -30,22 44,30M
 CSNA3 SID NACIONALON 8,46 +4,96 +0,95 87,26M
 SUZB3 SUZANO PAPELON 45,94 +4,20 +146,99 187,74M

As maiores baixas, dentre os papéis que compõem o Índice Bovespa, foram:

 Cód. Ativo Cot R$ % Dia % Ano Vol1
 CVCB3 CVC BRASIL ON 43,90 -4,57 -8,11 101,80M
 BRFS3 BRF SA ON 20,89 -2,88 -42,92 120,13M
 IGTA3 IGUATEMI ON 29,71 -2,59 -23,15 73,23M
 CIEL3 CIELO ON 15,41 -2,47 -33,35 229,29M
 LAME4 LOJAS AMERICPN 15,44 -2,15 -9,02 64,59M

As ações mais negociadas, dentre as que compõem o índice Bovespa, foram:

 Código Ativo Cot R$ Var % Vol1 Vol 30d1 Neg 
 PETR4 PETROBRAS PN N2 15,46 +0,32 1,07B 2,17B 75.126 
 VALE3 VALE ON 51,70 +1,67 949,43M 1,05B 34.461 
 BBAS3 BRASIL ON EJ 26,99 +3,83 371,31M 412,61M 29.328 
 ITUB4 ITAUUNIBANCOPN ED 39,88 -0,20 371,28M 800,54M 27.472 
 B3SA3 B3 ON 21,00 +2,84 323,33M 349,21M 33.286 
 BBDC4 BRADESCO PN EJ 26,91 -0,26 321,83M 451,08M 26.387 
 ABEV3 AMBEV S/A ON 18,88 -0,58 287,28M 445,91M 36.184 
 MGLU3 MAGAZ LUIZA ON 110,00 +3,56 272,37M 306,44M 7.854 
 ITSA4 ITAUSA PN EDB 9,19 -0,11 254,60M 273,63M 34.633 
 PETR3 PETROBRAS ON N2 18,24 -0,82 249,35M 494,12M 35.594 

* - Lote de mil ações
1 - Em reais (K - Mil | M - Milhão | B - Bilhão)
IBOVESPA

Notícias do dia

O noticiário de jornais também traz destaque para a economia. Em entrevista ao Estadão, o presidente do BC, Ilan Goldfajn, destacou que a autoridade monetária já trabalha com uma alta da inflação neste ano. Ele disse que a trajetória da inflação para 4% está na conta da instituição e indicou a decisão da diretoria em manter a taxa básica de juros em 6,5% ao ano. Mesmo com a concretização desse cenário, o índice oficial de preços ficaria abaixo da meta estipulada para este ano de 4,5%.

Já o governo faz as contas das perdas com a greve dos caminhoneiros, estimadas em R$ 15 bilhões, ou 0,2% PIB (Produto Interno Bruto), segundo destacou fonte à Bloomberg. O governo já esperava a redução das expectativas de crescimento vistas na pesquisa Focus divulgada nesta segunda e provavelmente vai revisar para baixo a estimativa oficial do PIB, disse uma autoridade à agência. 

No radar político, a PF (Polícia Federal) deflagrou a segunda fase da Operação Registro Espúrio, que investiga a atuação de uma organização criminosa que teria cometido fraudes na liberação do registro sindical dentro do Ministério do Trabalho. Entre os locais vasculhados estão o gabinete, o apartamento e um endereço no Rio de Janeiro da deputada federal Cristiane Brasil (PTB-RJ), filha do presidente do PTB, Roberto Jefferson, que também é alvo da operação. Através de análise de conversas entre a deputada e um funcionário do Ministério do Trabalho, a PF descobriu que Cristiane Brasil controlava a aprovação dos registros sindicais.

Quer investir em ações pagando só R$ 0,80 de corretagem? Clique aqui e abra sua conta na Clear

Contato