Em mercados / acoes-e-indices

Commodities pesam e índice de ADRs brasileiro recua 1,25% mesmo com recuperação nos EUA

S&P 500 e Nasdaq fecham no positivo na expectativa por um bom resultado da Apple nesta noite

trader Nyse
(Brendan McDermid/Reuters)

SÃO PAULO - Em dia sem atividades na Bolsa brasileira por conta do feriado de 1º de maio, o ETF (Exchange Traded Fund) EWZ, que representa os papéis com maior peso no Ibovespa negociados em Nova York, fechou em queda de 1,25%, aos 41.770 pontos, com a queda das commodities ofuscando a recuperação das bolsas norte-americanas.

Depois de amargarem queda de 1% no pior momento do dia, os índices S&P 500 e Nasdaq iniciaram um movimento de recuperação nas últimas duas horas de pregão e encerraram em alta de 0,25% e 0,91%, respectivamente. A alta foi liderada pelas ações da Apple, que engataram um rali durante a tarde e subiram 2,32% na expectativa por bons números no segundo trimestre fiscal. O resultado será publicado ainda nesta noite. 

Do outro lado, o índice Dow Jones encerrou em baixa de 0,27%, seguindo com o movimento de queda do pregão passado e pressionados pela recuperação dos Treasuries de 10 anos, que testaram a faixa de 3% pela manhã com o início da reunião do Fed nesta terça-feira. A decisão oficial, que será na quarta-feira (2) às 15h00, está sendo muito aguardada por conta das sinalizações sobre o rumo da economia. Caso o BC norte-americano siga com o tom otimista e sinalize por uma aceleração da inflação, o mercado deverá elevar a probabilidade de aumento dos juros de 3 para 4 vezes este ano, o que implicaria em uma nova escalada dos Treasuries e uma menor aversão ao risco.

Neste sentido, o mercado estava na expectativa pelos dados da atividade industrial do país em abril, que decepcionaram os analistas e trouxe um alívio na trajetória de alta dos Treasuries ao longo do dia. O ISM Index atingiu 57,3 pontos no último mês, enquanto a média das projeções do mercado apontava para 58,5 pontos. Além disso, destaque para a queda de 1,7% nos gastos com construção civil nos EUA em março, bem abaixo da expectativa de avanço de 0,5% dos analistas (veja mais aqui).

Petrobras, Vale e Gerdau fecham em queda

Depois da forte alta no mês passado, o petróleo iniciou maio em queda de 1,65% em Nova York, aos US$ 67,44 por barril, na expectativa por um novo aumento dos estoques norte-americanos na última semana, relatório que será divulgado às 11h30 da próxima quarta-feira (2). Na segunda-feira, o Departamento de Energia dos Estados Unidos reportou um aumento na produção diária, que chegou à média recorde de 10,264 milhões de barris por dia.

Refletindo a queda da commodity, os ADRs da Petrobras (PBR.A) - referentes às ações preferenciais da estatal - recuaram de 2,43%, a US$ 12,83, enquanto os PBR - que representam os papéis ordinários - fecharam em queda de 2,27%, a US$ 13,77. Destaque também para o setor siderúrgico após Donald Trump fechar acordo com o Brasil e mais quatro países para prorrogar até o dia 1º de junho a suspensão da sobretaxa de importação sobre o aço (25%) e o alumínio (10%). Como já possui fábricas nos EUA e uma restrição seria benéfica para a empresa, os ativos da Gerdau recuaram 2,03%, aos US$ 4,58.

Por fim, os ativos da Vale recuaram 2,17% e também contribuíram para a queda do índice brasileiro, em um processo de correção após a forte alta no mês passado. Vale lembrar que às 22h45 será divulgado do PMI Caixin (atividade industrial medida pelo setor privado) da China referente ao mês de abril, com o mercado esperando por uma leve desaceleração de 51 para 50,9 pontos frente ao visto em março.

Confira o desempenho dos principais ADRs brasileiros na NYSE:

Empresa ADR Variação Preço
CSN SID -0,40% US$ 2,50
Bradesco BBD -1,07% US$ 9,70
Santander BSBR -0,74% US$ 10,76
Itaú Unibanco ITUB -0,28% US$ 14,49
BRF BRFS +1,40% US$ 7,23
Ultrapar UGP -1,21% US$ 17,11
Sabesp SBS -0,30% US$ 9,95
Pão de Açúcar CBD -1,66% US$ 21,97
Gafisa GFA -1,76% US$ 6,69
Fibria FBR -0,61% US$ 19,44
Copel ELP -1,89% US$ 7,52
Ambev ABEV -0,76% US$ 6,57
Telefônica Brasil VIV +0,18% US$ 14,14
TIM Participações TSU -1,19% US$ 22,48
Embraer ERJ +0,16% US$ 25,26
Cemig CIG -1,67% US$ 2,35
Petrobras PBR.A -2,43% US$ 12,83
Vale VALE -2,17% US$ 13,54
Petrobras PBR -2,27% US$ 13,77
Gerdau GGB -2,03% US$ 4,58

Clear oferece a menor corretagem do Brasil; Clique aqui e abra sua conta

 

Contato