EXPERIMENTE!

Clique e experimente a
versão rápida do

Em mercados / acoes-e-indices

Decisão de Trump ofusca inflação nos EUA, derruba Ibovespa e faz dólar subir para R$ 3,26

Índice recua e apaga os ganhos registrados na véspera com mercado digerindo demissão de secretário de Estado dos EUA

SÃO PAULO - Depois de subir 0,5% na máxima do dia, o Ibovespa passou a perder força ainda durante a manhã desta terça-feira (13), virando para negativo logo em seguida, puxado pela decisão do presidente Donald Trump de demitir seu secretário de Estado, Rex Tillerson, o que acabou ofuscando o otimismo da abertura dos negócios após o resultado da inflação ao consumidor norte-americano.

O benchmark da bolsa brasileira fechou com queda de 0,59%, aos 86.383 pontos, apagando os ganhos registrados na véspera. O volume financeiro ficou em R$ 9,091 bilhões. O dólar comercial, por sua vez, ganhou força durante a tarde e encerrou o pregão com alta de 0,13%, cotado a R$ 3,2621 na venda. O desempenho da bolsa brasileira seguiu os índices norte-americano, com o Dow Jones caindo 0,7% e ficando próximo da mínima do dia.

O presidente dos EUA substituiu Rex Tillerson por Mike Pompeo na secretaria de Estado, mudança que foi anunciada em um momento de grandes expectativas na política externa dos Estados Unidos, em que Tillerson vinha preparando negociações com a Coreia do Norte. Especula-se que a troca tenha sido efetuada por conta de uma divergência entre Tillerson e Trump em alguns pontos de vista. O substituto, Pompeo, fez carreira militar no país e posteriormente se tornou diretor da CIA.

Quer investir em ações pagando só R$ 0,80 de corretagem? Clique aqui e abra sua conta na Clear

Mais cedo, o mercado reagia ao dado de inflação ao consumidor nos EUA, que subiu 0,20% na passagem de janeiro para fevereiro, em linha com a expectativa do mercado, mas abaixo dos 0,5% registrados no primeiro mês do ano, desaceleração que mostra um cenário benigno para a inflação no país. Agora, os investidores aguardam pela inflação ao produtor, que será divulgada nesta quarta-feira (14) às 9h30.

O dado segue a linha dos números do Relatório de Emprego divulgados na última sexta-feira (9). Na data, os investidores se animaram, uma vez que, mesmo mostrando forte criação de postos de trabalho em fevereiro, o que balizaria uma aceleração no ritmo de alta de juros, a remuneração por hora trabalhada ficou abaixo do esperado no último mês, reduzindo os temores de um possível aumento da inflação com a melhora constante do mercado de trabalho.

Destaques de ações

Na ponta positiva, as ações da MRV (MRVE3) registraram ganhos após a empresa anunciar dividendos de R$ 155 milhões. Por outro lado, a Eletrobras (ELET6) teve leve queda, revertendo ganhos da sessão anterior, na expectativa pela criação da Comissão legislativa que discutirá sua privatização (veja mais aqui). Destaque também para Petrobras (PETR4), que caiu com a derrocada do petróleo. A commodity teve queda em vista da expectativa pelo aumento da produção nos EUA.

As maiores baixas, dentre as ações que compõem o Índice Bovespa, foram:

 Cód. Ativo Cot R$ % Dia % Ano Vol1
 CSAN3 COSAN ON 43,30 -3,31 +4,34 51,01M
 CMIG4 CEMIG PN 8,19 -3,08 +19,21 143,82M
 RENT3 LOCALIZA ON 28,80 -3,03 +30,55 208,98M
 FLRY3 FLEURY ON ED 27,96 -2,27 -2,95 34,69M
 EGIE3 ENGIE BRASILON 38,50 -2,21 +8,42 40,29M

As maiores altas, dentre os papéis que compõem o Índice Bovespa, foram:

 Cód. Ativo Cot R$ % Dia % Ano Vol1
 ESTC3 ESTACIO PARTON 33,10 +3,41 +0,85 124,08M
 SUZB3 SUZANO PAPELON 22,75 +2,89 +21,72 98,97M
 MRVE3 MRV ON 16,22 +2,79 +7,85 95,21M
 KLBN11 KLABIN S/A UNT N2 18,99 +2,37 +8,90 79,62M
 JBSS3 JBS ON 10,40 +2,16 +6,01 80,40M

As ações mais negociadas, dentre as que compõem o índice Bovespa, foram:

 Código Ativo Cot R$ Var % Vol1 Vol 30d1 Neg 
 PETR4 PETROBRAS PN 22,11 -0,99 770,61M 922,71M 33.349 
 VALE3 VALE ON EJ 42,13 -0,78 585,52M 847,29M 22.403 
 BBAS3 BRASIL ON ERJ 42,85 -1,29 364,22M 336,24M 17.958 
 FIBR3 FIBRIA ON 69,23 -0,46 340,75M 138,52M 13.978 
 ITUB4 ITAUUNIBANCOPN 52,36 -0,81 332,42M 666,43M 16.733 
 BBDC4 BRADESCO PN EJ 38,90 -1,44 312,57M 347,40M 18.580 
 ABEV3 AMBEV S/A ON 23,96 -0,08 212,08M 371,40M 16.870 
 RENT3 LOCALIZA ON 28,80 -3,03 208,98M 92,93M 14.582 
 LREN3 LOJAS RENNERON 35,47 -1,25 165,06M 101,97M 13.486 
 SMLS3 SMILES ON 71,87 +1,08 152,77M 83,65M 7.562 

* - Lote de mil ações
1 - Em reais (K - Mil | M - Milhão | B - Bilhão)
IBOVESPA

Noticiário político

As notícias sobre a política também são destaque. Nesta manhã, foi deflagrado um desdobramento da Operação Lava Jato no Rio de Janeiro. Os policiais cumpriram 14 mandados de prisão, sendo 9 temporárias e 5 preventivas na Operação Pão Nosso. De acordo com as investigações, os suspeitos integravam um esquema de superfaturamento e fraude no fornecimento de pão para os presos.

Ainda em destaque, o ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu ontem (12), monocraticamente, restabelecer parcialmente o decreto de indulto natalino que foi editado pelo presidente Michel Temer no ano passado, mantendo de fora, porém, os crimes de colarinho branco.

Falando em STF, ao defender Lula, a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, criticou o que classificou como "inércia" do Supremo ao não analisar a legalidade de prisões nos casos de condenação em segunda instância antes de esgotados todos os recursos judiciais e disse que o partido não aceitará de braços cruzados a prisão.

Situação complicada é também a do senador Aécio Neves (PSDB-MG). Documentos da Receita Federal revelam que o patrimônio declarado do tucano triplicou após a eleição de 2014, quando foi derrotado por Dilma Rousseff (PT). O salto foi de R$ 2,5 milhões em 2015 para R$ 8 milhões em 2016. 

O crescimento é resultado de uma operação financeira entre Aécio e sua irmã Andrea Neves em que envolve cotas que o senador detinha em uma rádio, a Arco Íris, da qual foi sócio durante seis anos. O advogado de Aécio, Alberto Toron, disse que os R$ 6,6 milhões obtidos pelo parlamentar com a venda da rádio Arco Íris foram calculados “com base no critério de valor de mercado”.

Contato